GNT prepara diversos especiais de fim de ano | Cabine Cultural
Notícias Televisão Telinha em Pauta

Telinha em Pauta: GNT prepara diversos especiais de fim de ano

Coluna da jornalista Camila Botto sobre tudo que acontece no mundo televisivo

Especiais de fim de ano

Os especiais de fim de ano do GNT reservam ótimas delícias para todos! Amanhã, às 22h30 (para quem tem horário de Verão), André Mifano, Bela Gil, Raiza Costa e Rodrigo Hilbert se reúnem no Ceia Secreta. Na atração, os cozinheiros selecionaram receitas exclusivas para preparar uma ceia coletiva. Eles, no entanto, não contavam com um sorteio entre as receitas, além de outros desafios e surpresas, consequência de uma brincadeira organizada por um chef misterioso (lista dos suspeitos: Claude Troisgros, Rita Lobo, Felipe Bronze e Olivier Anquier).

Já o Que Marravilha! especial de Natal, no ar dia 22, às 22h, contará com uma ceia na laje. Claude Troisgros faz sua ceia na Rocinha, no Rio de Janeiro. Com criatividade, ingredientes frescos e uma vista espetacular, o Que Marravilha! reúne o chefe, Batista, Cleiton e suas famílias.

Claude também cai no pagode no especial de Ano Novo do Que Marravilha!, que será exibido dia 29, às 22h. Também na Rocinha, no programa, o chef convidou amigos para levar um samba de primeira, preparou drinks com frutas tropicais e comidinhas especiais na brasa. Rodrigo Hilbert, Diogo Nogueira, Roberta Sá e Katia Barbosa são os convidados especiais da festa.

Leia também:  Telinha em Pauta: Globo cancela SuperStar

Antes, no dia 20, às 20h30, Bela Gil recebe Ana Maria Braga em seu especial do Bela Cozinha. No cardápio: quibe de forno de bertalha com abóbora japonesa, mini tapioca com uma salada caprese de pesto, além de chips de raízes e uma deliciosa rabanada em homenagem à Ana Maria.

Claude Troisgros

Claude Troisgros

A coluna aproveitou as novidades e bateu um papo com Claude Troisgros. Confira!

Como vocês chegaram a este conceito dos especiais de fim de ano, gravados na Rocinha? 

Tem um tempo que queríamos gravar na casa do Batista, na Rocinha. Essa foi a oportunidade de fazer.

Como foi a experiência de gravar na comunidade? Já conhecia?

Já conhecia sim.  O Batista mora lá há mais de 30 anos e já me levou algumas vezes. A experiência foi maravilhosa. Eu não tinha cozinhado numa laje ainda. A vista é incrível e poder participar da vida familiar e conhecer mais o bairro onde morra o meu amigo de 34 anos. Batista foi um grande presente na minha vida.

Leia também:  Telinha em Pauta: Sophia Abrahão comanda o The Voice Extras

Rodrigo Hilbert, Diogo Nogueira, Roberta Sá e Katia Barbosa são os convidados especiais do fim de ano. Queria que você falasse um pouco deles, da sua relação com eles.

Tenho relação de amizade com os quatro. Rodrigo é amigo de trabalho no GNT e dividimos a mesma paixão pela cozinha, além disso, ele também gosta de pedalar assim como eu, o que gera muita conversa. Tive a oportunidade de gravar com Diogo um Que Marravilha especial de Verão, então já nos conhecíamos bem. Além do que, o mundo do samba nos aproxima. Temos também alguns amigos em comum. Já a Roberta é uma amiga pessoal que admiro muito como talento musical, mas principalmente como pessoa. Katia também é amiga pessoal por quem eu tenho muita admiração e amor. Então reunir todos foi uma alegria só!

E como é a sua relação com as festas de fim de ano? Tem alguma tradição?

Não tenho grandes tradições. Como minha profissão demanda trabalhar nas datas festivas e minha família sempre trabalhou no dia do Réveillon, nunca teve festa de fim de ano em minha casa na França. Depois que cheguei no Brasil, em 1979, passei a festejar mais. 

Leia também:  Telinha em Pauta: Silvio Santos desiste de Fantasia e deve exibir séries aos domingos

Quais seus projetos para o próximo ano que possa nos adiantar?

Em 2017 teremos uma nova versão do Que Marravilha!. Pela primeira vez, teremos um programa totalmente dedicado as pessoas que não têm nenhuma intimidade com a cozinha. Funciona assim: eu vou para a cozinha com o personagem do dia para ensinar uma receita. Depois eles vão à feira comprar os ingredientes usados nas receitas e terão que produzir os pratos em suas próprias casas. No final, eu e os convidados provamos e dizemos se está aprovada ou não.  Tentamos mostrar que é possível vencer a dificuldade de entrar na cozinha, não importa a idade ou o motivo de não ter feito isso antes. Uma primeira vez diante do fogão é possível, em grande estilo e de forma muito divertida.

Camila BottoFormada em jornalismo com pós-graduação em mídias digitais, Camila Botto é colunista do Cabine Cultural, editora-chefe do Feminino e Além, assessora do Teatro Castro Alves, autora do livro Segredos Confessáveis e sócia da Dendê Cult Press.

Deixe uma resposta