Netflix: crítica Beasts of No Nation - Impecável, eficiente e extremamente comovente | Cabine Cultural
Cinema Notícias

Netflix: crítica Beasts of No Nation – Impecável, eficiente e extremamente comovente

Beast of Nation

Beast of No Nation

Dirigido e roteirizado por Cary Fukunaga. Baseado no livro homônimo de Uzodinma Iweala. Elenco: Abraham Attah, Idris Elba, Ama K. Abebrese, Grace Nortey, David Dontoh, Opeyemi Fagbohungbe

Por Gabriella Tomasi

Em uma cidade africana conhecemos uma criança chamada Agu (Attah), que a princípio possui uma vida muito boa. Amado por amigos, família, a empatia pelo personagem é rapidamente despertada pelo espectador justamente pela comicidade inicial contida nas brincadeiras entre seus irmãos, escalada de árvores, e uma tentativa em vender uma TV mágica entre outros. O filme assume esse tom, portanto, a fim de explorar a infância do protagonista e suas travessuras, as quais são muito fáceis de nos identificarmos.

Leia também:  Crítica Negócio das Arábias: refletindo a forma como vivemos nossas vidas

No entanto, descobrimos também que a situação política do vilarejo não é tão feliz, eis que o lugar onde a família vive atualmente se presta como uma zona de proteção durante uma guerra civil que atinge o país. Posteriormente, em meio a uma invasão por militares, o garoto se vê separado da sua família. Perdido na floresta, o Comandante (Elba) – líder de um grupo de rebeldes – o recruta na sequencia como soldado para lutar junto a eles sob o pretexto de uma vingança contra aqueles que destruíram seus lares.

Assim sendo, observamos todos os acontecimentos por meio dos olhos e ouvidos de Agu, e, dessa forma, é notável que este é um papel com uma responsabilidade muito grande, tendo em vista que ele possui… Leia a crítica completa de Beasts Of No Nation


Deixe uma resposta