Nada a Perder 2

Cobertura My French Film Festival: Crítica “1992”

1992
1992

Dirigido e roteirizado por Anthony Doncque. Elenco: Louis Duneton, Matthieu Dessertine, Alain Beigel

Por Gabriella Tomasi

A homossexualidade foi, durante muito tempo, simplesmente rechaçada pelo homem. Tratada ou covardemente como um comportamento pecaminoso ou como às vezes um ato de rebeldia contra os pais. Ou seja, por muitos e muitos anos de repressão, o movimento LGBT não fora levado a sério como deveria, muito embora esquecermos de que o amor entre duas pessoas de mesmo sexo é, obviamente, uma manifestação de amor como qualquer outra. Na indústria cinematográfica este também foi um tema bastante ignorado, mais ainda quando o tema envolvia a adolescência.

+ Cinema

Felizmente, este cenário pavoroso muda e está mudando a forma de fazermos filme e, principalmente, para que possamos tratar com a naturalidade que deve ser, e alguns – inclusive recentes – longas como Carol e A Garota Dinamarquesa vieram para deixar a marca na história da sétima arte. Neste curta-metragem pelo francês Anthony Doncque, 1992, a emotividade é utilizada para explorar o tema, tornando-o uma obra maravilhosa.

Abrindo o festival francês de 2017, My French Films, este curta foi englobado dentro da categoria: “Coming Of Age” ou, em tradução livre: “O surgimento da idade”…continue a leitura

Adicionar comentário

Clique aqui e comente

Deixe uma resposta

Assista ao trailer

Uma Noite Não é Nada

Assista ao trailer

Brinquedo Assassino

Assista ao trailer

Era Uma Vez... em Hollywood

Assista ao trailer

Meu Amigo Enzo

A melhor hospedagem

Hostinger