Cobertura My French Film Festival: Crítica Mãe (s) | Cabine Cultural
Cinema Críticas Notícias

Cobertura My French Film Festival: Crítica Mãe (s)

Mãe (s)

Mãe (s)

Dirigido e roteirizado por Maïmouna Doucouré. Elenco: Eriq Ebouaney, Sokhna Diallo, Maïmouna Gueye

Por Gabriella Tomasi

É inegável que o cinema francês sempre demonstrou uma predileção para o estudo das relações afetivas, mais precisamente, as familiares. A intimidade das pessoas, seja em casa ou no trabalho, sempre foi um tema muito bem abordado e retratado por diversos cineastas ao longo da história. Não é à toa que neste festival, o My French Film Festival, dedicou à obras nesta mesma linha, passando pela adolescência, pela família, pelo amor e amizade, pelo psicológico e pela mulher.

Ganhador dos prêmios de melhor curta-metragem em festivais mundialmente conhecidos como Toronto e Sundance, e, apresentado na categoria de “A vida de uma mulher”, “Mãe(s)” como o título já indica, trata-se de um estudo da própria maternidade através da sensibilidade dos olhos de Aida (Diallo), uma menina de 8 anos que mora que seus pais nas periferias de Paris.

A partir de uma incrível e bela utilização da câmera subjetiva, todos os acontecimentos passam a ser retratados através das “lentes” de inocência e pureza desta menina. Essa característica já é abordada desde o início, quando ela faz um desenho de sua família e leva para mostra-lo até a sua mãe, reunida na sala com amigas…continua a leitura

UCI OrientCinemas

Deixe uma resposta