Amor de Puta: livro recém lançado faz paralelo com história de Bruna Surfistinha | Cabine Cultural
Literatura Notícias

Amor de Puta: livro recém lançado faz paralelo com história de Bruna Surfistinha

Amor de Puta

Amor de Puta

Primeira obra do empresário carioca e ex-executivo da Saraiva, Ricardo Daumas, “Amor de Puta” foi lançado na primeira semana de dezembro pela Editora Sensus

Uma rápida olhada na premissa de Amor de Puta, primeiro livro do empresário carioca e ex-executivo da Saraiva, Ricardo Daumas, e já percebemos que a história traz alguns pontos que nos faz lembrar algumas narrativas já existentes no meio literário, como o da citada no título Bruna Surfistinha (o título de seu livro era “O Doce Veneno do Escorpião”).

O livro conta a história de João Mauricio, um homem que como tantos não tem do que se queixar. Bem casado, com uma bela carreira no prestigioso “Banco”, ele, depois de muito relutar, faz um caminho comum a muitos outros executivos cariocas no passado, e se vê obrigado a ir para a nova matriz em São Paulo. Lá conhece Celeste, uma vizinha linda, doce e que mergulha com João em um novo mundo, em um novo capítulo de sua vida.

“Passamos o resto daquele domingo e ainda um pouco do próximo dia entregues a nós mesmos, sem acordos nem expectativa declarada, apenas nós naquele momento e daquele jeito. Talvez uma concessão, talvez uma distração, ou simplesmente algo que não conseguíssemos evitar, que não nos coubesse omitir, que não fosse honesto roubar de nós mesmos. Ela se impregnava em mim, e eu podia sentir isso como se fosse o sol arrepiando minha pele no frio do inverno. Eu não queria tê-la, queria que ela me fosse, que fosse a parte não declarada e omissa da minha alma revelada enfim em carne e osso, gestos, olhares, hálito.”

Amor de Puta busca retratar histórias que acontecem à volta de um mundo urbano, suburbano, contemporâneo, competitivo, confuso, mas que é o mundo de todos, com dores, medos e desejos.

A obra, publicada pela Editora Sensus, chegou às livrarias no mês de dezembro.


Deixe uma resposta