Cobertura My French Film Festival: Crítica Irrepreensível | Cabine Cultural
Cinema Críticas Notícias

Cobertura My French Film Festival: Crítica Irrepreensível

Cobertura My French Film Festival Crítica Irrepreensível

Cobertura My French Film Festival Crítica Irrepreensível

Dirigido e roteirizado por Sébastien Marnier. Elenco: Marina Foïs, Jérémie Elkaïm, Joséphine Japy, Jean-Luc Vincent

Por Gabriella Tomasi

A história desse longa-metragem gira em torno da vida de Constance (Foïs), uma mulher de 40 anos que mora em um bairro elegante de Paris. Vestida em roupas de luxo, notamos que, nos primeiros minutos de projeção, ela é forçada a sair de seu apartamento e retornar à sua cidade natal, visto que também se encontra desempregada. Conforme a narrativa progride, percebemos que a personalidade da protagonista revela-se cada mais vez mais complexa e multifacetada do que presumimos.

Com a pensão do governo que recebia acabando, a corretora de imóveis tenta ser readmitida na agência onde uma vez trabalhou. No entanto, a recepção não é tão acolhedora assim: seu ex-chefe Alain (Vincent) ainda não superou a decisão repentina da protagonista em largar tudo e tentar a vida em Paris, enquanto seu ex-namorado e ex-colega de trabalho Philippe (Elkaïm) tampouco esqueceu do abandono. Mesmo com as tentativas deste último em ajudá-la a recuperar seu emprego, Alain acaba contratando a bela e jovem Audrey (Japy) em seu lugar, sob o argumento de que ela estaria disposta a trabalhar em comissão e, portanto, seria mais vantajoso financeiramente à empresa, já que não precisaria pagar o salário fixo – o que Constance pretendia.

Porém, o fato de que o título deste thriller psicológico se chama “irrepreensível” já nos indica que essa situação está longe de representar uma derrota para protagonista que, ao invés de procurar qualquer outro emprego para se… continuar a leitura

UCI OrientCinemas

Deixe uma resposta