Teatro Castro Alves celebra 50 anos recebendo Gil, Baby e Saulo – Cabine Cultural
Arte Cultura Dança Música Notícias Teatro

Teatro Castro Alves celebra 50 anos recebendo Gil, Baby e Saulo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Show TCA 50 anos - Foto: Thays Coelho

Show TCA 50 anos – Foto: Thays Coelho

Gilberto Gil, Saulo, Baby do Brasil, o afoxé Filhos de Gandhy e a NEOJIBA – Orquestra Juvenil da Bahia, revezaram-se no palco em um espetáculo memorável

Primeiro sábado pós carnaval em Salvador. Diz o bom senso, que não é prudente realizar um grande evento logo após o carnaval. As pessoas estão cansadas, com pouco dinheiro, focadas no trabalho, estudo e demais obrigações, afinal, como bem se sabe, o ano só começa após a quarta-feira de cinzas.

Mas quem inventou esse tal de “bom senso”, certamente esqueceu de pedir a opinião dos baianos. Fazendo jus ao dito popular “Pense em um absurdo? Na Bahia tem precedentes…”, os soteropolitanos cometeram o “absurdo” de lotarem a Concha Acústica do Teatro Castro Alves, no último sábado, 04/03, para celebrarem os 50 anos do maior equipamento cultural do Estado.

Show TCA 50 anos - Foto: Thays Coelho

Show TCA 50 anos – Foto: Thays Coelho

Fundado oficialmente em 04 de Março de 1967, após 9 anos de pausa, quando um incêndio destruiu as instalações do teatro que seria inaugurado em 1958, o TCA chega ao meio século de vida com uma robustez impressionante. Recém reformado, dono de uma das melhores estruturas do país e agraciado, pelo IPHAN, com o tombamento de Patrimônio Arquitetônico Moderno do Brasil (Além do TCA, somente o Auditório do Ibirapuera, em São Paulo, possui esse título), o Castro Alves chega em 2017 com a força que muitos outros grandes equipamentos públicos de cultura e entretenimento gostariam de ter.

Para celebrar todas essas conquistas e a belíssima história que construiu ao longo destas 5 décadas, a Concha Acústica, sob o comando do Maestro Carlos Prazeres e da Orquestra Sinfônica da Bahia, recebeu convidados mais que especiais e que representam a música baiana do passado, do presente e do futuro.

Gilberto Gil, Saulo, Baby do Brasil, o afoxé Filhos de Gandhy e a NEOJIBA – Orquestra Juvenil da Bahia, revezaram-se no palco em um espetáculo memorável.

Show TCA 50 anos - Foto: Thays Coelho

Show TCA 50 anos – Foto: Thays Coelho

Saulo, o primeiro convidado, chegou sem avisar, com a sua já tradicional túnica branca, causando alvoroço no público. Após executar, ao lado da Orquestra, 4 canções, entre elas “Tieta” e “Raiz de Todo Bem”, foi a vez da intrépida Baby do Brasil subir ao palco e fazer um show à parte. Quebrando qualquer roteiro pré-estabelecido, Baby abraçou o Maestro Carlos Prazeres e o colocou para dançar e cantar com ela, tudo que o bom senso não recomenda fazer diante de um maestro de música clássica. Mas, como já dito, aqui não damos importância a isso. A performance de Baby foi um dos momentos altos da festa.

A participação dos Filhos do Gandhy foi outro grande momento. Com sua percussão, dupla de vocalistas e seu belíssimo balé masculino, foram eles que prepararam o terreno e trouxeram o ápice da noite.

Sob o som do afoxé, ele chegou!

Dançando, sorrindo e cantando, Gilberto Gil entrou no palco de forma plena, arrebatadora, mas, ao mesmo tempo, leve. O público não se conteve, todos de pé para ovacionar uma das maiores figuras do Brasil. Antes dele, Bem Gil, um dos seus 8 filhos, já estava no palco para acompanhá-lo. Gil cantou 3, 4, 5 músicas. Na verdade, o número pouco importou, os 5 mil sortudos que estavam na Concha pareciam querer eternizar aquele momento.

Ao fim, Saulo, Baby e os Filhos de Gandhy juntaram-se a Gil e a OSBA e fizeram um espetáculo inesquecível para encerrar a já histórica noite de 04 de Março de 2017.

Show TCA 50 anos - Foto: Thays Coelho

Show TCA 50 anos – Foto: Thays Coelho

Mas nem só de música viveram as celebrações daquela noite. O ator Jackson Costa ainda brindou o público com uma belíssima apresentação, nas escadarias acima do palco, e com trilha sonora ao vivo da OSBA, declamando uma obra do poeta que batiza o teatro.

Manifestações políticas também tiveram espaço. Mais

de uma vez, parte significativa do público puxou o coro “Fora Temer” em desagravo ao atual Presidente da República, Michel Temer (PMDB). Houveram também vaias e aplausos para o Governador da Bahia, Rui Costa (PT), quando o mesmo teve seu nome citado.

Uma noite histórica como havia de ser. Grande como a coragem do poeta Castro  Alves ao combater a escravidão. Imponente como as estruturas do TCA. Emocionante como as milhares de apresentações que já encontraram ali um abrigo seguro e sagrado.

Que venham mais 50 anos! Vida longa, TCA!

Pedro Del MarPedro Del Mar  baiano, 25 anos, repórter e colunista. Um curioso nato que procura enxergar o mundo sem as velhas e arranhadas lentes do estabilshment. Acredita que para todo padrão comportamental há interessantes exceções que podem render boas histórias.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta