Crítica MasterChef 1º episódio: e já temos a favorita do público | Cabine Cultural
Crítica televisão Notícias Televisão

Crítica MasterChef 1º episódio: e já temos a favorita do público

MasterChef Brasil 2017

MasterChef Brasil 2017

Programa começou com pompas de super produção e já deixou a Band no topo do Twitter, onde o MasterChef domina

O MasterChef Brasil começou nesta terça-feira, dia 7 de março, a sua nova temporada, recheado de pompas e apresentado pela Band como a grande atração deste semestre na emissora paulista. O programa, que é focado basicamente em culinária, necessita, entretanto de bons personagens para crescer. E nesta temporada, com poucos minutos no ar, o MasterChef já saboreou o público com uma tailandesa que além de simpática, engraçada, aparentemente cozinha muito bem.

Ela, que ganhou o avental com louvor, promete ganhar fácil fácil o coração dos brasileiros, que já tem um histórico bonito com participantes de outros países.

O primeiro programa mostrou todo o processo inicial de seleção dos candidatos, então ainda não teremos provas, suspense e torcida, porém já teremos certamente os memes na internet. Por exemplo, Paola repetindo diversas vezes a palavra horrível para um dos pratos certamente irá viralizar nos próximos dias nas redes sociais.

As redes sociais, por falar nisso, volta a ser foco do programa, que domina como poucos a arte de chamar audiência, e aquela audiência qualificada, criativa e inteligente. Nisto a Band e o MasterChef estão de parabéns, pois mesmo com seis edições nas costas, a atração ainda não mostrou grandes sinais de saturação.

Ana Paula Padrão retorna para apresentar o programa, mas ainda não podemos falar muita coisa de como será a sua postura, afinal neste programa a sua função foi muito pequena e específica. Mas não há muita dúvida que o seu trabalho continuará sendo bem feito, pois qualidades não lhe faltam.

Dos jurados, novamente quem se destaca inicialmente é Paola, seja pela vibe positiva, aquela simpatia que só ela possui, seja para os poucos momentos de irritação, quando, por exemplo, repetiu por vezes a palavra horrível para um dos pratos. Por mais que o prato pudesse estar horrível, ficou a pergunta: era necessário tudo isso por parte dela?

Embate latino americano

Falando em personagens, dois se destacaram em um momento do programa, pois ambos, uma venezuelana e um colombiano disputaram uma das vagas fazendo o mesmo prato. O colombiano acabou sendo dispensado, e Toska, a venezuelana, acabou passando e promete também agradar o público.

O MasterChef Brasil começou bem, ao menos se pensarmos que uma das principais partes de um programa deste gênero se dá na escolha dos candidatos, dos personagens. E até aqui já vimos pessoas adoráveis, pessoas que vão entrar em embate, favoritos do público, e olha que só vimos o primeiro episódio.




Deixe uma resposta