Crítica Fragmentado: você precisa ver este filme nos cinemas | Cabine Cultural
Cinema Críticas Notícias

Crítica Fragmentado: você precisa ver este filme nos cinemas

Fragmentado

Fragmentado

Descobrir a onde os reféns estão passa a ser menos importante do que entender as personalidades de Kevin

Por NoSet

Não há como negar, Night Shyamalan é o novo Hitchcock do nosso século, mesmo que ainda assim, cometa erros e faça filmes que ninguém entende. Só que quando acerta, é belíssimo e assustador, você sai arrepiado e chocado do cinema. Meus preferidos são O Sexto Sentido (1999) e Sinais (2002), há aqueles que guardo no meu coração como filmes cults e referências cinematográficas como Corpo Fechado (2000) e O Último mestre do Ar (2010), e há aqueles que nem gosto de rever como Depois da Terra (2013) e O Fim dos tempos (2008), porque desmerecem o trabalho do diretor, mesmo que O Fim dos Tempos me lembre muito Os Pássaros (1963), novamente de Hitchcock, mas não chega aos pés do trabalho do mestre do suspense e Depois Terra quem dirigiu de verdade foi o Will Smith e não Shyamalan.

Leia também:  Crítica Fragmentado: a volta por cima de M. Night Shyamalan?

Shyamalan é realmente brilhante e acerta de maneira incrível em todo o seu Fragmentado, e foge do estereótipo que o consagrou em filmes como A Vila e Sexto Sentido, aqui fazendo um filme no melhor estilo de atuação e direção de O Iluminado (1980) de outro mestre chamado Stanley Kubrick, onde a atuação supera o terror embutido na cena . Com um filme barato, o diretor abusa de tomadas específicas para cada momento em que o ator McAvoy interpreta diferentemente cada uma das suas vinte e quatro personalidades, dando maior ou menor efeito físico no ator. Melhor ainda, existem cenas em que, mesmo sendo uma discussão entre dois atores distintos, as tomadas são feitas separadamente e de frente para o público…Continua a leitura

 

Leia também:  Crítica “Antes Que Eu Vá”: uma maravilhosa surpresa



Deixe uma resposta