Crítica: "Ao Cair da Noite" e a sua proposta de analisar o sofrimento humano | Cabine Cultural
Cinema Críticas Notícias

Crítica: “Ao Cair da Noite” e a sua proposta de analisar o sofrimento humano

It Comes at Night

It Comes at Night

Porém, diferente de outros exemplares que abordam a realidade pós apocalíptica, Ao Cair da Noite prefere focar não no resultado de um planeta devastado e em como este se encontra no seu estado de caos

Por João Paulo Barreto

Exemplo de uso sagaz da construção narrativa de modo enxuto e econômico, Ao Cair da Noite é daqueles filmes que conseguem dominar a atenção do público com muito pouco. Porém, esse pouco, longe de ser um adjetivo a diminuir a obra, define bem a eficiência do diretor e roteirista Trey Edward Shults na criação de sua história e dos elementos que a circundam na intenção de causar desconforto e tensão ao espectador sem a necessidade de manipulá-lo de modo barato com sustos fáceis ou personagens inúteis. Tudo aqui tem sua medida exata.

Desde as cenas iniciais, quando vemos pessoas usando máscaras de gás e luvas a se despedir de um debilitado, moribundo e gravemente ferido idoso, já começamos a montar as peças para o entendimento daquela realidade. Sem necessidade de narração over, flashbacks ou diálogos expositivos, percebemos a atual situação daqueles personagens e o quão urgente é a necessidade deles se protegerem do mundo ao seu redor.

As pistas são colocadas à mesa e a narrativa é tão bem construída em sua economia, que rapidamente dominamos aquele entendimento. Percebemos que um vírus fatal e altamente contagioso matou boa parte da população da terra, tornando as pessoas reclusas, fazendo-as voltar a caçar para sobreviver e lutando contra predadores humanos…Continua a leitura

UCI OrientCinemas



Deixe uma resposta