Crítica Os Pobres Diabos: o perfeito retrato da sociedade brasileira | Cabine Cultural
Cinema Críticas Notícias

Crítica Os Pobres Diabos: o perfeito retrato da sociedade brasileira

Os Pobres Diabos

Os Pobres Diabos

Dirigido e roteirizado por Rosemberg Cariry. Elenco: Chico Diaz, Sílvia Buarque, Everaldo Pontes, Gero Camilo, Zezita Matos, Sâmia Bittencourt, Nanego Lira, Georgina de Castro, Reginaldo Batista Ferro, Letícia Sousa Perna e Sávio Ygor Ramos

Por Gabriella Tomasi

Muito se tem criticado e discutido o papel da cultura no Brasil, a importância que ela possui e a importância que na prática ela é efetivamente dada – o que são questões completamente diferentes. Trabalhar com arte e entretenimento em geral no país revela-se uma jornada penosa para qualquer aspirante artista e é exatamente essa a temática central da triste realidade cultural brasileira em Os Pobres Diabos transmitida tão bem pela engenhosa trama dirigida e roteirizada por Rosemberg Cariry.

Leia também:  Crítica: vale a pena assistir “Bruxarias”, nova animação espanhola?

A história inicia quando o Gran Circo Teatro Americano chega ao litoral cearense, acreditando ser o local ideal para fazer seu tour teatral, no qual a atração principal gira em torno de uma peça sobre a crise no inferno. Lá, seus mais diversos integrantes se estabelecem, se organizam e ensaiam até a apresentação. O seu primeiro ato é um dos mais problemáticos deste longa, infelizmente. Com um ritmo mais arrastado, pouco fluído, nós somos apresentados à realidade dos membros circenses, assim como da comunidade local que vem de maneira expositória e repetitiva as vezes sobre a condição socioeconômica daquelas pessoas, fazendo com que a primeira metade do filme seja mais longo do que deveria. Contudo, conforme a narrativa progride, ele vai ganhando cada vez mais força e o resultado é de um rico e complexo trabalho crítico...Continua a leitura




Deixe uma resposta