Crítica: vale a pena assistir “Black Butterfly”, novo filme de Antonio Banderas?
Cinema Críticas Notícias

Crítica: vale a pena assistir “Black Butterfly”, novo filme de Antonio Banderas?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Black Butterfly

Black Butterfly

“O bom filme é uma refilmagem de um francês chamado Papillon Noir. O segundo do diretor Brian Goodman que teve coragem de refazer um sucesso francês”

Por Feminino e Além

Desde o ÓTIMO “A Pele que Habito” em 2011, não consigo sentar em uma poltrona para ver nenhum outro filme de Banderas. Porque justamente em seguida veio (para mim) “O Agente do Futuro” em 2014. De 2011 para trás, se eu fosse listar… Nossa Senhora do Cineminha! Na minha opinião, foi um erro atrás do outro.

“Black Butterfly” foi uma experiência que me trouxe de volta a vontade de vê-lo atuando. Nada oscarizável, já aviso, mas um roteiro que ele soube trazer muito bem. Nunca sei se o produtor ou diretor oferece uma grana alta ou Banderas que gosta de se meter em furadas, assim como Nicolas Cage. A sinopse: “Paul (Antonio Banderas), um escritor recluso e sem sucesso que planeja escrever um roteiro que vai lhe trazer retorno, vive em uma cidade montanhosa que está lidando com sequestros e assassinatos. Após um tenso jantar em que encontra o vagabundo Jack (Jonathan Rhys Meyers), Paul acaba oferecendo a Jack um lugar para ficar. Na casa de Paul, o exigente Jack começa a se aproximar do trabalho do escritor. Paul começa a suspeitar que Jack é um assassino e os dois iniciam um jogo de poder.”.

O bom filme é uma refilmagem de um francês chamado “Papillon Noir”. O segundo do diretor Brian Goodman que teve coragem de refazer um sucesso francês do modo americano. Só errou na péssima escolha de Piper Perabo…Continua a leitura


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta