Crítica: Tela Quente desta segunda tem ação e adrenalina com "Reza a Lenda" | Cabine Cultural
Notícias Televisão

Crítica: Tela Quente desta segunda tem ação e adrenalina com “Reza a Lenda”

Reza a Lenda

Reza a Lenda

Filme é estrelado pelo galã Cauã Reymond que divide as atenções com a bela Sophie Charlotte; filme será exibido nesta segunda, dia 4 de setembro, em Tela Quente

Mad Max nordestino. Assim foi vendido na época o filme “Reza a Lenda”, produção nacional destaque da sessão Tela Quente desta segunda, dia 4 de setembro. As imagens do filme, que mostram um sertão realmente acalorado e que lembra bastante um cenário pós-apocalíptico, fazem jus a esta ideia. Mas é evidente que as comparações acabam por ai, pois, por melhor que seja a intenção do longa-metragem brasileiro, ainda há uma certa distância para o filme que revelou Mel Gibson ao mundo do cinema.

Cauã Reymond surge aqui como o protagonista do filme, que é dirigido pelo cineasta Homero Olivetto. A produção – há de se destacar, foge das tradicionais comédias brasileiras, e traz como bônus a bela Sophie Charlotte no elenco e prometia surpreender os cinéfilos quando foi lançado. De fato, se formos ver somente a participação de Sophie, a melhor do filme, há certa surpresa, positiva, em “Reza a Lenda”.

Mas ao fim do filme, fica o gosto de que poderia ser bem melhor do que foi. Com um visual deslumbrante, o filme poderia ter aproveitado melhor o roteiro e construído uma trama com mais conteúdo e diálogos produtivos. Ainda assim, somente pela intenção, das mais válidas, a história é daquelas que merece ser vista.

Precisamos de mais filmes como “Reza a Lenda”. Até porque só chegaremos na perfeição neste tipo de filme quando tivermos uma quantidade muito maior de exemplares no cinema.

Fica a dica para esta segunda, dia 4 de setembro, logo depois da novela “Os Dias Eram Assim”

O filme
Em uma terra sem lei, a sorte favorece apenas os mais fortes e corajosos. Ara (Cauã Reymond), um homem de ação e poucas palavras, é o líder de um bando de motoqueiros armados que acredita em uma antiga lenda capaz de devolver justiça e liberdade ao povo da região. Quando realizam um ousado roubo, acabam despertando a fúria do poderoso Tenório (Humberto Martins).

Agora, Tenório vai concentrar todas as suas forças em uma perseguição para destruir o bando de Ara e recuperar aquilo que acredita ser seu por direito.

Durante a perseguição, a jovem Laura (Luisa Arraes) é resgatada de um acidente e tem que seguir o bando contra a sua vontade, despertando ciúmes em Severina (Sophie Charlotte), companheira de Ara.

UCI OrientCinemas

2 respostas para “Crítica: Tela Quente desta segunda tem ação e adrenalina com “Reza a Lenda””

Deixe uma resposta