Crítica: "It - A Coisa" é bom, ruim, ótimo ou uma obra-prima do terror? | Cabine Cultural
Cinema Críticas Notícias

Crítica: “It – A Coisa” é bom, ruim, ótimo ou uma obra-prima do terror?

It A Coisa

It A Coisa

“Assim, não se assustem com o fato de que o filme It é, na verdade, a primeira parte da história”

Por NoSet

Feira de Adoção Cães e Gatos

Nos idos anos de 1995 eu concluí a leitura (em duas partes) de It – A Coisa, uma das mais extensas obras de Stephen King. Assim como Capitães de Areia, do imortal Jorge Amado, os personagens de It são apaixonantes, complexos e perfeitamente interligados. É uma leitura fluente, apesar do grande número de páginas (algo em torno de 1200 páginas na versão dupla e pouco mais de 800 na nova versão, apesar da letra bem pequena). O livro foi um sucesso por ter elementos complexos em sua estrutura: assédio de crianças, assassinato, traição, espíritos, o atualíssimo bullying, violência, mas também conta com inocência, parceria e a rotina de uma cidade pequena em plenos anos 80.

A leitura dessa obra foi algo muito marcante para mim. A história dos párias de uma cidade que se tornam mais fortes por meio de sua união é muito interessante, principalmente se levarmos em conta que mesmo sendo uma narrativa de horror, algumas das piores e mais sombrias passagens são proporcionadas pelos humanos, não pela criatura chamada Pennywise.

Assim, não se assustem com o fato de que o filme It é, na verdade, a primeira parte da história, assim como ocorre com o livro da década de 80 publicado pela Francisco Alves…Continua a leitura

UCI OrientCinemas

Deixe uma resposta