Editora Record lança “A Torre do Terror” de Jennifer McMahon
Crítica literária Literatura Notícias

A Torre do Terror | Ed. Record lança novo livro de Jennifer McMahon

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Torre do Terror

A Torre do Terror

Livro contempla os fãs do gênero com narrativa tensa e que traz um clima de tensão crescente nas quase 400 páginas do livro 

Os fãs de histórias de terror, seja na literatura, no cinema ou na televisão vão captar logo nas primeiras linhas de “A Torre do Terror”, novo livro de Jennifer McMahon que a Editora Record lança no Brasil este mês, termos que indica que se trata de uma ótima narrativa do gênero.

A história logo de cara apresenta tudo que um bom conto de terror precisa ter para fisgar o leitor que ama o gênero. Temos irmãs com uma infância anormal, temos um clima mais sombrio, e temos o Hotel da Torre, ambientação perfeita para a narrativa se desenvolver com bastante tensão.

Leia um trecho em pdf

Vamos entender a narrativa
As irmãs Piper e Margot e a amiga Amy Slater tiveram uma infância peculiar. Elas costumavam brincar no Hotel da Torre, um imponente espaço de 28 quartos administrado pela família de Amy, e que era a grande atração da pequena cidade de Londres, em Vermont. Um dia, no entanto,  as brincadeiras acabaram desenterrando algo sinistro do passado da família Slater. E as três nunca mais se viram.

Anos depois, as duas irmãs recebem uma notícia perturbadora: Amy e toda a sua família estão mortos. E, aparentemente, a própria Amy foi a responsável pelos assassinatos. Antes de morrer, no entanto, ela deixou uma mensagem: “29 quartos”. E Piper e Margot sabem exatamente que o recado era para elas.

A Torre do Terror

A Torre do Terror

Ponto de partida
Este é o ponto de partida de “A Torre do Terror” que só melhora com o passar das páginas, sobretudo pela sua estrutura, que lembra também muitas histórias do gênero: ela é fragmentada, com a narrativa sendo alternadas em três períodos, 2013, 1989 e o período entre 1955 e 1961.

Visite o site

Jennifer McMahon vai aos poucos desvendando o mistério do verão em que as três meninas encontraram as cartas escritas por Sylvie Slater, tia de Amy, desaparecida na adolescência. Com momentos de tensão crescente, o livro ganha o leitor desde o início, ao apresentarem as irmãs, o acontecimento que mudou a infância delas, os recados que desencadeiam a ida delas ao Hotel e tudo que surge a partir daí.

“A Torre do Terror” chega ao Brasil em um dos melhores momentos para o gênero na cultura pop, principalmente no cinema. Tivemos recentemente o sucesso da sequência de Annabelle, o filme demoníaco sobre a boneca do mal. E agora estamos vivendo um dos grandes fenômenos do ano, com o sucesso arrebatador do filme (saído da literatura), It – A Coisa.

Assim, o livro de Jennifer McMahon só contribui para que o gênero ganhe cada vez mais vida e espante de vez aquela ideia de que o terror, o suspense mais levado ao terror, está morrendo no mundo como gênero literário ou como tema cinematográfico.

O livro foi finalista na categoria Terror no prêmio Goodreads de 2016.

Uma ótima escolha do leitor.

A autora
Jennifer McMahon é autora best-seller do New York Times de sete livros de suspense, incluindo Prisioneiros do Inverno, publicado pela Record, além de “The one I left behind” e “Island of lost girls”, entre outros. Mora em Vermont com a família.

SERVIÇO
A TORRE DO TERROR
(The night sister)
JENNIFER McMAHON
Páginas: 378
Preço: R$ 44,90
Tradução: Ana Carolina Mesquita
Editora: Record | Grupo Editorial Record

Comprar


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta