Crítica: Tela Quente exibe a linda história sobre amizade "Um momento pode mudar tudo" | Cabine Cultural
Notícias Televisão

Crítica: Tela Quente exibe a linda história sobre amizade “Um momento pode mudar tudo”

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Um momento pode mudar tudo

Um momento pode mudar tudo

Belíssimo filme é protagonizado por ninguém menos que a ganhadora do Oscar Hilary Swank e traz uma história carregada de emoção que promete agradar o público em cheio

Hilary Swank, uma das atrizes mais queridas dos Estados Unidos, nem sempre acerta nos projetos que escolhe. Ela já atuou em alguns dos filmes mais interessantes das últimas décadas (como o maravilhoso Menina de Ouro), outros filmes bem legais (Como A Condenação) e várias obras de gosto duvidoso (como A Inquilina). Todos estes com crítica aqui no site.

Tem outro filme dela que chama bastante atenção, e que merece ser visto. E será a atração de Tela Quente nesta segunda, dia 18 de setembro. Estamos falando de “Um momento pode mudar tudo”.

O filme começa logo depois da série Os Dias Eram Assim.

O filme
No filme Hilary interpreta uma pianista recém-diagnosticada com ELA (Esclerose lateral amiotrófica), e somente esse pontapé inicial já faz a história possuir um potencial dramático dos mais intensos. Ela atua ao lado de Emmy Rossum (Shameless O dia depois de amanhã). A direção é de George C. Wolfe, a partir de um roteiro de Shana Feste e Jordan Roberts, baseado no romance de Michelle Wildgen.

História
Na trama Hilary Swank interpreta Kate, uma pianista clássica sofisticada e bem-sucedida, que acaba de ser diagnosticada com uma doença terminal. Emmy Rossum é Bec, uma universitária que está meio perdida e não consegue dar conta da desordem que é a sua vida. Na tentativa desesperada de conseguir um emprego, Bec passa a dar assistência a Kate. Enquanto o casamento de Kate e Evan (Josh Duhamel) se deteriora, ambas passam a se apoiar em algo que se torna um laço não convencional.

Hilary diz,

Kate e Bec entram nas vidas tão diferentes uma da outra, criam um tipo de caos e então encontram uma ligação verdadeiramente profunda e duradoura“.

Segundo o diretor George C. Wolfe, o título original em inglês You’re not you (Você não é você) surge de algo que Kate diz para Bec, mas em muitos aspectos é sobre cada um dos personagens.

Ele diz,

Cada um dos personagens está preso interpretando uma versão de si mesmos – até que começam a ver que há uma versão mais complicada, mais evoluída e profunda de quem eles podem ser dentro de si mesmos. Na jornada do filme, eles se aproximam mais de quem são“.

“Um Momento pode mudar Tudo” traz uma bela história sobre amizade, e traz Hilary em um ótimo papel, dentro de sua zona de conforto do drama com mensagens bonitas. Esses papeis a definiram ao longo dos anos e ela faz com maestria. O roteiro é destaque por trazer a tona um dos problemas mais relevantes atualmente, a ELA (Esclerose lateral amiotrófica).

Com um tema sensível, e uma mensagem bonita, fica difícil não se emocionar.


Deixe uma resposta