Crítica: vale a pena assistir "Divórcio", longa nacional estrelado por Murilo Benício? | Cabine Cultural
Cinema Críticas Notícias

Crítica: vale a pena assistir “Divórcio”, longa nacional estrelado por Murilo Benício?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Divórcio

“O diretor felizmente soube conduzir uma película que mostra como não é necessária apelação sexual nem encheção de palavrões pra atrair a atenção do público”

Por NoSet

Desde que o cinema nacional existe, houve a preservação de um gênero em particular que, com o passar dos anos, está inserido e volta e meia rende boas produções: as comédias românticas. Entre as que deram certo porque agradam mesmo ao público brasileiro estão obras como Até que a Sorte nos Separe, Meu Passado me Condena – O Filme e por que não, o recente Amor.com? Eis que nesse finalzinho de mês, o ano entrega aos espectadores mais uma comédia das boas: Divórcio. O filme, dirigido por Pedro Amorim (Mato sem Cachorro), é estrelado por Camila Morgado e Murilo Benício, e carrega tanto prós quanto contras, pois o roteiro, apesar de mediano, conta com aspectos que, ao meu ver, salvaram o filme de ser um desastre total. Quer saber mais? Então é só continuar comigo!

A trama abre quando Júlio (Benício) invade o casamento arranjado de Noeli (Morgado), impedindo o término da cerimônia. Ela decide fugir com ele e juntos, eles constroem um lar e uma grande empresa de molho de tomates, a Juno. Com a receita de Noeli e a administração de Júlio, a empresa faz com que eles se tornem um dos casais mais ricos de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Mas…


Deixe uma resposta