Crítica: vale a pena assistir “Pendular”, novo filme de Julia Murat?
Cinema Críticas Notícias

Crítica: vale a pena assistir “Pendular”, novo filme de Julia Murat?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pendular

Pendular

Direção por Julia Murat. Roteiro por Julia Murat, Matias Mariani. Elenco: Raquel Karro, Rodrigo Bolzan, Neto Machado, Marcio Vito, Felipe Rocha, Renato Linhares, Larissa Siqueira, Carlos Eduardo Santos, Valeria Berreta, Martina Revollo

Por Noset

Pendular, o longa-metragem  estreante da diretora Julia Murat, envolve essencialmente como a arte, em geral, é um trabalho que demanda não somente da técnica, mas também do nosso íntimo, do nosso subjetivo, o que inclusive acaba interferindo na nossa vida privada. É dessa forma que inicia a trama: um casal, interpretado por Raquel Karro e Rodrigo Bolzan, que acabara de se mudar para um galpão abandonado, vê ali uma oportunidade para crescerem juntos profissionalmente: ele, escultor e ela, dançarina são pessoas com experiência e até mesmo reconhecidas cada um em sua área, porém, é evidente que o sucesso financeiro não acompanhou. No entanto, conforme a narrativa progride, percebemos que os rumos do relacionamento começam a interferir na suas carreiras.

A direção de arte, neste contexto, passa a ser praticamente um terceiro personagem do casal, somente pela riqueza de simbolismos que aquele espaço representa: a linha delineada por uma fita vermelha define a metragem do espaço reservado a cada um o que não permite uma privacidade (como a esposa que joga aviões de papel enquanto o marido trabalha); os planos gerais que encolhem seus personagens em meio ao imenso espaço cheio de equipamentos, fiação entre outros objetos, refletindo o emocional de cada… Continua a leitura


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta