Crítica: Temperatura Máxima exibe épico final da saga Crepúsculo "Amanhecer Parte 2" | Cabine Cultural
Notícias Televisão

Crítica: Temperatura Máxima exibe épico final da saga Crepúsculo “Amanhecer Parte 2”

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2

A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 2

Filme traz o desfecho da saga criada pela escritora Stephenie Meyer, que se transformou em febre mundial; neste domingo, dia 1º de outubro na Rede Globo

Dia de domingo, primeiro dia de outubro, e os fãs de uma das maiores sagas da literatura jovem vão ter um encontro marcado na Rede Globo. Isso porque a emissora, e a sessão Temperatura Máxima, vão exibir o épico desfecho da saga Crepúsculo: “Amanhecer Parte 2”.

Para quem gosta da trama dos vampiros, é uma ótima pedida.

No filme, após dar a luz a Renesmee (Mackenzie Foy), Bella Swan (Kristen Stewart) desperta já vampira. Ela agora precisa aprender a lidar com seus novos poderes, assim como absorver a ideia de que Jake (Taylor Lautner), seu melhor amigo, teve um imprinting com a filha. Devido ao elo existente entre eles, Jake passa a acompanhar com bastante atenção o rápido desenvolvimento de Renesmee, o que faz com que se aproxime cada vez mais dos Cullen. Paralelamente, Aro (Michael Sheen) é informado por Irina (Maggie Grace) da existência de Renesmee e de seus raros poderes. Acreditando que ela seja uma ameaça em potencial para o futuro dos Volturi, ele passa a elaborar um plano para atacar os Cullen e eliminar a garota de uma vez por todas.

Leia+  Lista de filmes: as sagas mais lucrativas da história do cinema baseadas em livros

“Amanhecer Parte 2” acerta em muitos elementos, e um dos grandes destaques do filme, e da saga como um todo, é novamente a trilha sonora, que ficou sob responsabilidade de Carter Burwell, que já havia trabalhado em um dos filmes. A trilha sonora da segunda parte foi lançada em 13 de novembro de 2012, com faixas de cantores como: Green Day, Ellie Goulding, Feist, Christina Perri, entre outros. Sensacional.

Mas não é só isso. Toda a parte que constrói um desfecho épico é interessante, e dá um tom mais dramático ao filme, que novamente traz no roteiro a sua parte falha. Porém desta vez, por ser o último, o sentimento que o filme deixa nos fãs é de saudade, e não de irritação.

Leia+  Crítica: Cinema Especial da Globo exibe “Vingança ao Anoitecer” nesta quinta


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma resposta para “Crítica: Temperatura Máxima exibe épico final da saga Crepúsculo “Amanhecer Parte 2””

  1. “vão exibir o épico desfecho” – é sério que vocês pensaram que a violenta cena final iria ser exibida sem cortes em plena tarde na globbo?

Deixe uma resposta