Crítica "Lady Night": Tatá Werneck se supera e vicia
Crítica televisão Notícias Televisão

Crítica “Lady Night”: Tatá Werneck se supera e vicia

  •  
  •  
  •  
  •  
Tata Werneck em Lady Night

Tata Werneck em Lady Night

“O que tem de bom em Tatá (além do tanto que podia falar por aqui) é a inteligência dela em lidar da melhor forma que a liberdade com o entrevistado permite”

Por Feminino e Além

Falar o que de Tatá Werneck? VI-CI-AN-TE! Sim, virou uma “droga” das boas assistir Lady Night no Multishow e garantir o bom humor do final da noite. Para começar nesta segunda, às 23h, com cinco episódios já liberados no NOW, a gargalhada é mais que garantida.

Desde a primeira temporada, pensei que a ótima mente de Werneck não pudesse se superar. Ledo engano. A moça é “gênia”! Fica claro que muitas das piadas, surgem na hora da resposta dos entrevistados, ou seja, não consigo pensar em uma mente mais frutífera para o humor que a de Tatá.  Com Neymar no episódio de estreia, as tiradas foram INCRÍVEIS! Nenhum assunto fica velho com a moça, incluindo aí o 7×1. A entrevista com o especialista (quadro que dá mais que certo na estrutura do programa) veio logo com um vidente. Ou seja: por que ele não previu que ia rolar o problema físico do jogador? Muito boa a ideia de chamar logo um profissional da área.

Leia+  Semana dos Famosos: Luana Piovani demitida, o parto de Sabrina Sato. E mais

Os outros quatro episódios liberados antes da estreia, não deixam a desejar em NADA! Cléo Pires, Cauã Reymond, Pabllo Vittar + Daniela Mercury e Glória Maria. O que tem de bom em Tatá (além do tanto que podia falar por aqui) é a inteligência dela em lidar da melhor forma que a liberdade com o entrevistado permite. A diferença de papo com Glória Maria e Cléo Pires, por exemplo, é muito clara. E não é por isso que ficou ruim. Ao contrário. Obviamente rola um papo longo com a produção e o pessoal de conteúdo, mas a inteligência e as sacadas da apresentadora dão o tom viciante do programa… Continue a leitura

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2018. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta