Crítica: “Godzilla” é o filme que a Temperatura Máxima exibe neste domingo. É bom ou ruim?
Notícias Televisão

Crítica: “Godzilla” é o filme que a Temperatura Máxima exibe neste domingo. É bom ou ruim?

  •  
  •  
  •  
  •  
Godzilla - Mar 2014

Godzilla – Mar 2014

Filme foi lançado nos cinemas em 2014 e dividiu opiniões; muitos gostaram, mas também houve críticas

A sessão Temperatura Máxima deste domingo, dia 22 de outubro, vai exibir um dos filmes mais comentados de 2014. Trata-se simplesmente da volta do monstro “Godzilla” aos cinemas do mundo inteiro.

O filme, que dividiu opiniões, será exibido logo depois de “A Cara do Pai”, e promete divertir bastante quem gosta de filmes de monstros.

Crítica
A primeira pergunta que o espectador que assiste ao filme faz é:

Cadê “Godzilla”?

Ele chega já na parte final, depois de uma entrada à lá Tubarão, do Steven Spielberg, ou seja, vemos bem aos poucos, e somente no fim a sua figura imponente é mostrada por completo. Mas devemos dizer que ele chega chegando, disto não há dúvidas. Os 30 minutos finais, que mostram a épica batalha no mar de Godzilla com os monstrengos M.U.T.O. são de tirar o fôlego e de valer o ingresso. Sabe aquele jogo de futebol que está bem morno, mas que no final alguém faz um gol de placa que vale o ingresso. Pois bem… mesma coisa.

Leia+  Supercine deste sábado exibe a obra máxima Selma – Uma Luta pela Igualdade

Então o filme é bom? Por vezes é presunção demais tachar um filme de bom ou ruim. O filme possui elementos muito interessantes, como toda a parte técnica, com efeitos especiais que realmente são sensacionais. A batalha final, que acontece durante a noite, com pouca luz, bem dark, com uma trilha sonora (Alexander Desplat ataca novamente) eficiente faz a ida ao cinema valer a pena. Por outro lado, é meio vergonhoso para quem gosta de cinema ver grandes atores como Bryan Cranston, Juliette Binoche, Sally Hawkins e Ken Watanabe sendo tão mal aproveitados. A questão não é nem desenvolver os personagens com mais profundidade, é somente dar aos personagens alguma personalidade, pois daí surge a empatia do público e bingo, o filme está ganho. Godzilla falha neste sentido.

Leia+  Vale a pena? Tela Quente desta segunda na Globo exibe Deadpool

Então é ruim? Como dizem aqueles: se quer ver profundidade, vai assistir a um filme do Stanley Kubrick. Claro que a ideia é tola e dá sim para ter densidade narrativa em blockboosters (e não é só o Christopher Nolan quem faz isso não). Mas sejamos francos, desde o início que sabíamos que a refilmagem de Godzilla penderia para o lado do entretenimento, então há também um problema de expectativa do espectador. Se você for esperando um filme bem consistente em termos de narrativa, com uma história densa e personagens bem desenvolvidos, irá – provavelmente – se frustrar. Mas se for ao cinema se divertir, com aquele sacão de pipoca com refrigerante zero caloria na mão e um monte de amigos ao lado, ai a diversão é quase que garantida.

Leia+  Com Gloria Pires, Tela Quente desta segunda exibe a comédia Linda de Morrer

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2018. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta