Crítica MasterChef | Lubyanka sai e a pergunta fica: temporada cansou?
Crítica televisão Notícias Televisão

Crítica MasterChef | Lubyanka sai e a pergunta fica: temporada cansou?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

MasterChef desta terça, 14 de novembro - Top 5

MasterChef desta terça na Bandeirantes

Lubyanka errou o ponto da massa e por isso deixou o MasterChef profissionais nesta terça, 14 de novembro

Eram 5 e agora restaram 4 candidatos ao título de MasterChef Profissional nesta temporada. Porém, eliminação à parte, o que ficou de questionamento ao final do programa foi: a temporada já cansou?

A resposta é sim. Não a ponto de ninguém mais querer assistir ao programa nº 1 da Band, mas sim a ponto de não termos mais aquela imensa expectativa em ver às duas horas e meia de cada episódio. E a culpa não é somente do formato, mas, sobretudo da própria Band, que emendou uma edição com outra e fez o publico não ter aquele sentimento maravilhoso de saudade.

O MasterChef ficou no ar uma grande parte de 2017, seja com a edição de amadores, seja com esta edição de profissionais. Por mais que a equipe tenha tentado variar as provas e criar novos desafios, fica a sensação de que já estamos vendo episódios repetitivos, com resultados também repetitivos.

Nesta terça, 14 de novembro, tivemos novamente esta sensação de repetição, exceto pela primeira prova, que consistia em fazer um prato com carne de caça, o que para toda uma comunidade que vem levantando a bandeira da causa animal, se mostrou uma decisão vergonhosa da Band.

Falando do episódio em si, a primeira parte do programa foi bem morna, e tivemos pratos normais, com muita técnica e pouca emoção. Esse tem sido um dos problemas desta edição profissional, que é o excesso de técnicas de culinária e a falta de emoção. São poucas as pessoas ali que cozinham com amor, que mesmo tendo um erro aqui, outro ali, deixa a sua marca própria no prato.

+ Na contramão do bom senso, MasterChef desta terça exibe episodio com carne de caça

Irina talvez seja a que mais consegue fazer isto atualmente. Nordestina, ela tem uma vibe muito mais caracterizada pela atmosfera brasileira, diferente de todos os outros, que são mais acadêmicos, criando ou reproduzindo pratos de forma mais técnica.

Pablo, o vencedor da primeira prova, e o 1º a se garantir no top 4, é um desses que preconiza a técnica, mostrando muito pouco sentimento nas suas comidas. Francisco é a técnica em pessoa, enquanto Raissa se mostra uma exímia representante desta área culinária, que valoriza as receitas clássicas e as técnicas em detrimento daquela paixão em cozinhar. Os feedbacks que ela recebeu no primeiro prato explica bem isso. Ela consegue fazer uma série bem grande elementos para compor o seu prato, mas sai, em sua maioria, sem gosto. Por sorte, por vezes ela se arrisca e nestas horas ela ganha aplausos dos jurados e um pouco mais de admiração do público.

No programa desta terça Lubyanka acabou sendo a eliminada, não por errar em algum procedimento do prato específico do Chef italiano, mas sim por errar o ponto da massa, algo básico para um cozinheiro.

Lubyanka, candidata fraca, segundo os outros concorrentes, era ao menos um alivio cômico em um top 5 recheado de pessoas sem sal.

O campeão do MasterChef sairá daí, e a esperança é que alguém mostre serviço nestes próximos episódios, os mais importantes da temporada.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta