Câmera Record deste domingo exibe matéria sobre pior seca do país
Notícias Televisão

Câmera Record deste domingo exibe matéria sobre pior seca do último século no país

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Câmera Record deste domingo

Câmera Record deste domingo – Foto de Edu Moraes

Câmera Record investiga as causas da pior seca dos últimos 150 anos no Brasil; programa vai ao ar neste domingo, 19 de novembro

O Câmera Record deste domingo, 19 de novembro, que vai ao ar às 23h45, vai investigar um dos mais dramáticos problemas do Brasil em sua história recente: as secas. O programa vai a fundo para conhecer o motivo pelo qual o Brasil passa pela pior seca dos últimos 150 anos.

Os repórteres percorrem 2.300 km entre três estados brasileiros: Ceará, Piauí e Pernambuco, em uma jornada pelo semiárido nordestino, castigado pela falta de chuva.

Quase 800 cidades

São quase 800 cidades em situação de emergência pela falta de água. Em Salitre, no Ceará, a equipe se depara com terra seca, de coloração alaranjada, e campos inteiros desfolhados. Os filhos de Francineide, uma agricultora de 36 anos que viu o trabalho na roça acabar por conta da seca, hoje vivem de bicos para sustentar a família de seis pessoas.

Lago dos Crioulos

O programa descobre que, no pequeno distrito de Lago dos Crioulos, bem pertinho de Salitre, descendentes de escravos passam sede. E que a falta de água no quilombo se deve a um simples caminhão quebrado. “Água tá difícil demais. Aqui esse povoado tem muita cisterna, mas tudo seco”, diz uma moradora.

O responsável pela distribuição de água na comunidade quilombola, ao ser questionado, responde sem meias palavras: “O caminhão estava quebrado, entendeu? O caminhão quebrou e eu por isso não fui colocar mais água”.

No estado de Pernambuco, 62 municípios estão em situação de emergência devido à seca. Metade dos reservatórios de água opera com menos de 10% da capacidade.

Programa relevante. Neste domingo, Câmera Record sobre a pior seca dos últimos 150 anos no Brasil.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta