Crítica | Tela Quente desta segunda exibe Guardiões da Galáxia
Notícias Televisão

Crítica | Tela Quente desta segunda exibe o inédito e sensacional Guardiões da Galáxia

  •  
  •  
  •  
  •  
Guardiões da Galáxia

Guardiões da Galáxia em Tela Quente

Guardiões da Galáxia foi uma das maiores bilheterias de 2014 e entrou para o grupo de filmes maravilhosos saído dos quadrinhos

A programação de fim de ano da Rede Globo reservou para a Tela Quente do dia 25 de dezembro um dos filmes mais divertidos e maravilhosos dos últimos anos no cinema americano. Guardiões da Galáxia, mega sucesso de 2014 será exibido pela primeira vez na rede aberta, e promete tirar um baita sorriso de cada um que assistir ao filmaço.

Tela Quente começa logo após a novela O Outro Lado do Paraíso

A trama

Peter Quill foi abduzido da Terra quando ainda era criança. Adulto, fez carreira como saqueador e ganhou o nome de Senhor das Estrelas. Quando rouba uma esfera, na qual o poderoso vilão Ronan, da raça Kree, está interessado, passa a ser procurado por vários caçadores de recompensas. Para escapar do perigo, Quill une forças com quatro personagens fora do sistema: Groot, uma árvore humanóide, a sombria e perigosa Gamora, o guaxinim rápido no gatilho Rocket Racoon e o vingativo Drax, o Destruidor. Mas o senhor das estrelas descobre que a esfera roubada possui um poder capaz de mudar os rumos do universo, e logo o grupo deverá proteger o objeto para salvar o futuro da galáxia.

Leia+  Tela Quente desta segunda é especial com sensacional “Mad Max – Estrada da Fúria”

Crítica

Guardiões da Galáxia, de James Gunn (do ótimo Seres Rastejantes), conta a história de Peter Quill, terráqueo interpretado pelo astro em ascensão Chris Pratt (de Parks and Recreation); ele é um saqueador do espaço que busca a todo custo encontrar, pegar e vender um poderoso objeto chamado orb. O objeto em questão, entretanto, é desejado por muitos grupos espaço afora, então quando Quill se apodera do esférico objeto, é imediatamente perseguido, e será desta perseguição que conheceremos quase que todos os principais nomes da trama: Gamora (a linda, mesmo verde, Zoe Saldana), Groot, uma árvore humanoide (dublado originalmente por Vin Diesel) e Rocket, um caçador de recompensas guaxinim falante geneticamente modificado (dublado pelo badalado Bradley Cooper). Eles são presos e é justamente na prisão que a vida dos quatro, mais Drax, um musculoso prisioneiro e cabeça dura que busca vingança (Dave Bautista), entram na mesma rota. Alí, naquela sequência explosiva que resulta na grandiosa fuga deles, o espectador presencia o nascimento oficioso dos Guardiões da Galáxia.

Pensando nos elementos que fazem do filme uma prazerosa experiência, temos logo de imediato que mencionar o equilíbrio de drama, humor e ação que a narrativa proporciona ao público. A história já se inicia com uma sequência dramática bem construída, quando nos deparamos com a mãe do então garotinho Peter Quill no seu leito de morte, só esperando despedir-se do filho para morrer. Ela pede para ele segurar sua mão, como uma última interação, mas ele não consegue, não tem forças (guarde esta cena, sua simbologia será utilizada em momento crucial da história). Com o andar da história, entretanto, o ar cômico, diria até farofeiro, passa a preencher a atmosfera de Guardiões da Galáxia, e neste sentido o filme acaba divertindo mais que muitas comédias lançadas este ano. A interação dos cinco, as piadas sarcásticas e as referências nonsense (Kevin Bacon, extraordinário) conseguem tirar sorrisos até mesmo dos seres mais mal-humorados. E por fim as sequências de ação e de aventura, que enchem à tela na maior parte do tempo, e que são produzidas com a competência Marvel, ou seja, beirando a perfeição. É neste instante que mencionar o uso do 3D se torna obrigatório, pois ele consegue ampliar a sensação que temos de fazer parte do filme.

Leia+  Tela Quente desta segunda exibe o filmaço “Planeta dos Macacos – O Confronto”. Crítica

Unindo um roteiro criativo, atuações inspiradas, uma direção competente, trilha sonora pra cima, uma visual único, tecnologia de ponta e uma atmosfera épica, Guardiões da Galáxia entra pela porta da frente no seleto grupo de filmes que se tornarão rapidamente referência cinematográfica no gênero, tal como Os Vingadores, Super Man, Homem Aranha, Homem de Ferro




Robin Hood
A Voz do Silêncio

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2018. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta