Crítica | 13 Dias Longe do Sol mexe com ‘jeitinho brasileiro’
Crítica televisão Notícias Televisão

Crítica | 13 Dias Longe do Sol mexe com ‘jeitinho brasileiro’

  •  
  •  
  •  
  •  
Vitor Baretti é o personagem de Paulo Vilhena

Vitor Baretti é o personagem de Paulo Vilhena (Foto Ramon Vasconcellos/Globo)

Segundo e terceiro episódios de 13 Dias Longe do Sol trazem novas temáticas, e coloca na trama o tema do jeito brasileiro

Economizar dinheiro. Foi com esta afirmação que um dos personagens chave da série 13 Dias Longe do Sol buscou se defender no episódio desta quarta-feira, exibido pela Rede Globo. A trama, que começa com uma impressionante explosão de um prédio, logo direciona seus olhares para duas perspectivas: a dos sobreviventes e a das pessoas que ficaram do lado de fora.

Dentre estas pessoas está o calculista, personagem vivido pelo brilhante Enrique Diaz, e os sócios (Deborah Bloch e Paulinho Vilhena) da construtora que estão a frente da grande obra que explodiu. E se no primeiro episódio o grupo dos soterrados era de longe o mais atraente para se acompanhar, vimos a situação se modificar.

Leia+  Segredos e Mentiras na Globo: quem matou Tom Murphy? Vote

Claro que com isso a temática da série muda: sai a luta pela sobrevivência e entra um drama sobre o jeitinho brasileiro de se fazer as coisas: comprar material de qualidade duvidosa para deixa uma obra mais barata? Sim, é com o brasileiro mesmo.

Jeitinho brasileiro

A série aponta em cheio para esta possibilidade e ganha um fôlego a mais. Assim, temos o grupo de Saulo lá embaixo buscando sobreviver e em cima os sócios buscando sobrevida para a construtora. É interessante perceber duas coisas parecidas que irão acontecer nos dois extremos: o ser humano fará de tudo para se sair bem.

Na parte de baixo isso significa que a medida que a comida vai acabando, os personagens vão experimentando as suas piores versões de seres humanas. Não será surpresa alguma se em breve vermos brigas para ver quem come um biscoito ou para quem sobre primeiro em uma possível saída.

Leia+  Com Firmino e Salah: Globo exibe nesta quarta Roma x Liverpool pela Liga dos Campeões

E do lado de cima já começou todo o trabalho, sujo, por sinal, de encobrir todos os erros da construtora e não fazê-los perder dinheiro. Porque agora que descobriram que a opção de economizar dinheiro não funcionou, o dinheiro será usado justamente para encobrir tais erros.

A série continua num ritmo lento, porém bom, diferente do que costumamos ver nas novelas, mas muito parecido com o estilo Rede Globo de fazer ou exibir séries de horários mais avançados.

13 Dias Longe do Sol segue em seu ritmo buscando um desfecho onde estas duas questões, uma social e outra pessoal, sejam o centro da trama.

Sobre o autor

Luis Fernando Pereira

Luis Fernando Pereira

Possui grande experiência na área de jornalismo cultural. Além de editor do site é colunista dos sites Coisa de Cinema, Midiorama e Feminino e Além. Fez parte de um dos júris do VII Festival Internacional Panorama Coisa de Cinema.

Deixe uma resposta