Literatura | Zia Stuhaug lança Anjo Russo e mergulha na cultura viking
Literatura Notícias

Literatura | Zia Stuhaug lança Anjo Russo e mergulha na cultura viking

  •  
  •  
  •  
  •  
Viking

Viking

Anjo Russo é a mais nova narrativa escrita por Zia Stuhaug, que conta uma história recheada de referências nórdicas 

O universo viking entrou de vez na cultura pop, e podemos afirmar com certeza que é uma das temáticas mais excitantes para se consumir. Seja no cinema, com Thor, na televisão com a série “Vikings” ou na literatura, com dezenas e centenas de obras, o tema está longe de ser esgotado.

A mais recente obra, “Anjo Russo”, é da escritora Zia Stuhaug, e mergulha bastante na cultura nórdica. Aproveitando o lançamento do livro, entregamos algumas curiosidades sobre a cultura viking.

O que você precisa saber sobre os Vikings?

Curiosidades e informações sobre a cultura Viking sempre atraíram o interesse do público, mas com o estrondoso sucesso da série do canal History, Vikings, a cultura nórdica está cada vez mais em alta.

Leia+  Festa Literária de Paraty reúne escritores, bibliotecas e leitores nos próximos dias

Para conversar mais sobre essa cultura, contamos com a autora Zia Stuhaug, que lançou recentemente a obra Anjo Russo, um romance policial que se passa na Escandinávia. A escritora estudou por quase 10 anos a cultura nórdica para a produção do livro e revela algumas coisas que você vai querer saber.

Confira algumas curiosidades dessa cultura tão interessante:

Nada de chifres

Diferente de estereótipos de desenhos animados, quadrinhos ou filmes antigos, os vikings não usavam capacetes com chifres para guerrear, a não ser em casos especiais como cerimônias.

Mais direitos femininos

Mesmo que as mulheres não fossem completamente emancipadas e independentes, ainda sim as vikings tinham mais liberdade que outras de sua época e eram tratadas de forma mais liberais do que os saxões, por exemplo. Elas podiam herdar propriedades, pedir o divórcio e recuperar seus dotes caso o casamento terminasse.

Leia+  Romance policial, “Cidade Perdida” é o novo livro de Nathalia Alvitos

Moradia

As casas eram rudimentares, feitas de madeira, palha e pedras.

Honra aos que se foram

Para os vikings, era uma grande honra quando em sua cerimônia fúnebre o corpo era colocado em um barco. Na religião nórdica, acreditava-se que guerreiros valentes iam para domínios festivos e gloriosos após a morte, e os barcos serviam para ajudar na chegada ao seu destino final, Valhalla, junto aos deuses. Indivíduos importantes, eram muitas vezes, cercados por armas e bens valiosos em suas embarcações.

Exploradores

Mesmo que grande parte da população Viking morasse em fazendas, cultivando seu próprio sustento, muitos eram guerreiros, que no século IX, navegaram pela Europa e invadiram diversas cidades.

Anjo Russo Capa

Anjo Russo Capa

“Anjo Russo”

Em sua obra Anjo Russo, Zia Stuhaug revela uma instigante história rodeada pela cultura nórdica, que possue peculiaridades únicas, e que mergulha o espectador nessa trama que mescla o olhar brasileiro sobre esse conjunto de valores dos vikings, russos e escandinavos.

Leia+  Literatura: A Flipelô 2018 foi uma festa literária muito além dos livros...

Zia Stuhaug 

Ela é compositora, poetisa e escritora infantojuvenil bilíngue português/norueguês, com quatro livros infantis publicados no Brasil e Noruega. Teve várias participações em Antologias poéticas publicadas na Suíça, França e Itália. É proponente do Projeto de incentivo à leitura, Escola com Histórias, membro da A ALALS – Académie de Lettres et Arts Luso – Suisse, com sede em Genebra, na Suiça, e correspondente internacional da Unijore (União dos jornalistas e escritores de Maringá). Anjo Russo é seu romance de estreia.

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2018. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta