Crítica: obra prima do terror, “Corra!” estreia neste sábado no Telecine
Cinema Televisão

Crítica: obra prima do terror, “Corra!” estreia neste sábado no Telecine

  •  
  •  
  •  
  •  
Corra!

Corra!

Filme foi o vencedor do Oscar da categoria de roteiro original e comprovou sua originalidade e poder frente aos filmes de sua geração

Uma obra prima do terror contemporâneo; assim podemos descrever “Corra!”, a mais nova estreia dos canais Telecine.

O filme estreia no Telecine Premium neste sábado, às 22h e no domingo será a vez do Telecine Pipoca exibir este já clássico do terror às 20h. Duas datas e horários que merecem ser reservados para se assistir a um bom filme.

A trama

Enigmático, envolvente, tenso, mas com pitadas de humor na dose certa. Esses são os ingredientes que marcam o filme de estreia do ator e humorista Jordan Peele como diretor, um suspense que aborda com irreverência a complexa questão racial na sociedade americana. Inspirado num espetáculo de Eddie Murphy, o cineasta conta como um fim de semana em família pode transformar o relacionamento do jovem negro Chris (Daniel Kaluuya) com a namorada branca, Rose (Allison Williams), já que seus pais escondem segredos intrigantes e comportamentos racistas.

Leia+  Crítica Fragmentado | filmaço de Shyamalan estreia no Telecine neste sábado

Crítica

O trabalho do estreante diretor já se revela maravilhoso pela escolha de enquadramentos e ângulos, a fim de desenvolver o ambiente de suspense e terror. Alguns leves planos holandeses (ângulos tortos) e fechados concentrados nas reações dos personagens imprimem perfeitamente a sensação de claustrofobia e paranóia ao lugar onde Chris se encontra e das pessoas com quem ele interage. A existência de muitos quadros fixos se presta justamente para nos forçar a enfrentar e a refletir, assim como causar no espectador um imenso desconforto em relação às situações apresentadas. A narrativa, por sua vez, é conduzida em um ritmo incrível e bem pensado a cada movimento, com vários plot twists surpreendentes baseado em pistas que posteriormente são juntadas ou desmitificadas e ao final conferem mais sentido. Porque nada é acaso, mesmo quando aprendemos que alguns pontos da casa da família estão em “renovação”; quando os pais de Rose se apresentam como um neurocirurgião e uma psiquiatra; quando Rose afirma que é seu primeiro namorado negro; quando a família se demonstra demasiado amistosa e interessada no protagonista ou; até mesmo a profissão de Chris, anteriormente mencionada, que exige o exercício da visão como um complemento ao interesse de um cego dono de galeria que reconhece e admira seu trabalho.

Leia+  Audiência de Velozes e Furiosos 8 no Telecine é a maior entre filmes do ano

Corra! é, em suma, uma das maiores surpresas do ano e confere um fôlego em meio a tantos filmes pretensiosos e medianos do mesmo gênero. É uma experiência obrigatória que nos faz repensar nas nossas próprias condutas.

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2018. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta