Crítica Rua Augusta: TNT estreia série nacional sobre rua de São Paulo
Crítica séries Notícias Séries

Rua Augusta: TNT estreia série sobre emblemático lugar de SP

  •  
  •  
  •  
  •  
Rua Augusta TNT

Rua Augusta TNT

Primeiro episódio da série mostra mundo e submundo de um dos locais mais simbólicos da maior cidade do país: a Rua Augusta

Há muita expectativa em torno de Rua Augusta, série que o canal fechado TNT estreia nesta semana para os seus assinantes. Primeiro por se tratar de uma produção nacional, o que sempre foge à regra no universo da programação de séries da rede fechada, e depois por tratar de um dos locais mais conhecidos da cidade de São Paulo: a Rua Augusta. Sim, em tese a grande protagonista da série é a rua que dá título. Sua atmosfera, tudo que nela acontece, em seu mundo e em seu submundo, veremos da série.

E quem acompanha de perto o mundo das séries vai de imediato ligar a outro projeto nacional bem interessante, este da HBO, a série Magnifica 70, que também retrata um local paulistano, a Boca do Lixo, apelido dado à região do centro da cidade que concentrou grande parte da produção cinematográfica do país entre 1960 e 1980.

Leia+  Crítica Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas - Divertida animação para a família

O que podemos encontrar de semelhança entre as duas séries é, primeiramente, o fato de abordarem o submundo de um local emblemático, que por si só já interessa ao público, e depois por ambas serem de uma qualidade narrativa bem acima da média. A Magnifica 70 nós já podemos afirmar com mais certeza, já que tivemos um ciclo de temporada finalizado. Rua Augusta segue este mesmo caminho e promete ser mais uma ótima opção para quem ama séries de TV.

A série

Com direção de Pedro Morelli e Fábio Mendonça, e roteiro de Ana Reber, Jaqueline Vargas e Julia Furrer, a série conta com 12 episódios de 30 minutos cada. Baseada na obra israelense “Allenby St”, a produção traz como cenário principal uma das ruas mais emblemáticas da cidade de São Paulo e conta a história de Mika, interpretada por Fiorella Mattheis, que ganha a vida dançando na Boate Love e se divertindo na balada Hell.

Leia+  "Safe": segredos e mentiras na nova série da Netflix

A TNT exibiu os dois primeiros episódios em uma noite somente. O resultado chama atenção pelo potencial, mas apresenta algumas pontuações.

A primeira vai direto ao trabalho da protagonista (de carne e osso) da série, que é Mika (a linda Fiorella Mattheis). O fato dela ter passado por uma situação bem dramática logo nos primeiros minutos do piloto (quem assistiu sabe o que foi), acabou prejudicando a importância de sua personagem para a série, ao menos na estreia.

Mika foi a protagonista menos vista em um episódio inicial em tempos. Sua importância merece ser destacada, pois todos os eventos do início da trama acontecem por causa dela. Mas fica um tanto difícil avaliar o trabalho de Fiorella pelo primeiro episódio, pois as suas cenas foras poucas e bastante genéricas.

Leia+  Crítica: Editora BestSeller lança “O Encantador de Gatos”, de Jackson Galaxy

Elenco

O elenco conta, também como nomes somo: Lourinelson Vladimir (Alex), Pathy De Jesus (Nicole), Rodrigo Pandolfo (Emílio), Milhem Cortaz (Raul), Rui Ricardo (Dimas), Rafael Dib (Lucas), Carlos Meceni (Maurício Amaral), Dani Glamour (Babete), Jonathan Haagensen (Bruno), Chris Couto (Isabel) entre outros.

Rua Augusta tem potencial bem grande para mostrar em sua primeira temporada histórias que desde agora se mostram interessantes. Mika; seu namorado que tem problemas em controlar emoções; Nicole (a outra stripper)…

O roteiro tem em suas mãos elementos bem ricos, basta somente equilibrar a trama central, com a história de um dos locais mais emblemáticos de São Paulo. Não é fácil, mas também não é nada impossível.

Principais informações
Data de publicação:
Título da publicação:
TNT estreia série sobre um dos lugares mais emblemáticos de São Paulo
Classificação:
41star1star1star1stargray

Sobre o autor

Luis Fernando Pereira

Luis Fernando Pereira

Possui grande experiência na área de jornalismo cultural. Além de editor do site é colunista dos sites Coisa de Cinema, Midiorama e Feminino e Além. Fez parte de um dos júris do VII Festival Internacional Panorama Coisa de Cinema.

Deixe uma resposta