Crítica The Big Bang Theory: ótima temporada e casamento épico
Crítica séries Notícias Séries

Crítica The Big Bang Theory: ótima temporada é coroada com casamento épico de Sheldon

  •  
  •  
  •  
  •  
Crítica The Big Bang Theory: ótima temporada é coroada com casamento épico de Sheldon

“The Bow Tie Asymmetry” – Pictured: Penny (Kaley Cuoco), Amy Farrah Fowler (Mayim Bialik), Mark Hamill (Himself), Sheldon Cooper (Jim Parsons) and Leonard Hofstadter (Johnny Galecki).

The Big Bang Theory: participações especiais marcam episódio de encerramento da 11ª temporada da série, uma das melhores de todo o show

Vamos falar aqui de um acontecimento quase impossível na televisão: uma série apresentar uma excelente temporada em seu 11º ano de existência. É sabido que quanto mais velha a série fica, menos inteligente, atraente, divertida ou interessante ela também fica. Os exemplos estão aos montes, mesmo em séries épicas, como Friends.

Algumas se recuperam, como foi o caso de The Big Bang Theory. Depois de temporadas medianas, roteiros cômodos e até mesmo frouxos, a série retornou das cinzas nestes dois últimos anos, culminando em uma temporada maravilhosa e um episódio final que beira o épico.

Leia+  Crítica Good Girls: subverter comportamento dito feminino é nova regra

Sim, Sheldon se casou, o que ninguém, nem ele, nem Amy, nem os fãs, e talvez nem os próprios roteiristas, acreditavam. E para quem assistiu o final de Young Sheldon, que falaremos depois, já sabe que vem muito mais por ai, além do casamento. A temporada seguinte certamente vai focar na vida de casado, e sobretudo na possibilidade de Sheldon e Amy serem pais. Assim o ciclo dos casais protagonistas se fecha, e fica sobrando Raj para termos um desfecho para a vida deles. E ai a série fecha as possibilidades de roteiro, ao menos as mais interessantes possibilidades.

Para o casamento de Sheldon, um acontecimento épico, a produção não mediu esforços e trouxe todos os personagens relevantes da série nestes últimos anos, incluindo ai uma participação mais que especial de Mark Hamill. Do meio para o fim do episódio, Mark acabou tendo tão ou mais destaque que o casal de noivos, agora marido e mulher. E ele soube aproveitar, proporcionando algumas ótimas risadas no público.

Leia+  Crítica Safe: 2º episódio mantém ritmo e aprofunda trama

A família de Sheldon e a família de Amy também estiveram por lá, claro, e o destaque foi para o trio mãe e irmãos de Sheldon, que depois do lançamento da série Young Sheldon, passou a ter uma importância emotiva muito maior. Agora sempre que o vemos em cena fazemos a ligação com o passado deles, que agora está sendo contado também. Nisso fica a tristeza pelo pai de Sheldon não estar mais presente na série.

Enquanto a vida de todos está encaminhada fica agora a lacuna de Raj e Stuart para serem preenchidas, com o adendo de que Stuart finalmente conseguiu passar um ar de sexy para alguém, e pode estar com a vida de solteiro com os dias contados. Já Raj continua sendo o personagem menos relevante da série, em termos narrativos e em termos de comédia mesmo.

Leia+  Crítica "Natália" | Série do Canal Brasil melhora, mesmo com mudança de protagonista

The Big Bang Theory fecha um ótimo ano com um episódio épico, a altura do casal Sheldon e Amy. Os dois vêm mostrando a cada dia que nasceram um para o outro, e as cenas que compartilharam juntos foram de longe as melhores da final.  A troca de votos no casamento foi das coisas mais lindas já feitas entre eles, que mostra o quão apaixonados são um pelo outro. E a cena pré-casamento, com os dois resolvendo uma equação inovadora cientificamente, mostra o quão cúmplices um do outro eles são.

Agora podemos aplaudir novamente a série.

Principais informações
Data de publicação:
Título da publicação:
Crítica The Big Bang Theory: ótima temporada e casamento épico
Classificação:
41star1star1star1stargray

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2018. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta