Crítica: Telecine estreia neste fim de semana “A Morte te dá Parabéns”
Notícias Televisão

Crítica: Telecine estreia neste fim de semana “A Morte te dá Parabéns”

  •  
  •  
  •  
  •  
A Morte Te Dá Parabéns

A Morte Te Dá Parabéns

 

A Morte te Dá Parabéns estreia no Telecine Premium no sábado às 22h e no domingo às 20h; filme tem premissa interessantes, mas com falhas

O canal fechado Telecine prepara uma interessante estreia em sua grade de filmes para este fim de semana. Trata-se do terror adolescente “A Morte te Dá Parabéns”, filme que estreou no primeiro semestre nos cinemas e que agora vai para a rede fechada de televisão. O filme estreia no sábado, 11 de agosto, às 22h no Telecine Premium e no dia seguinte às 20h.

O filme
Jessica Rothe brilha como a universitária egocêntrica Tree, que só pensa em futilidades e destrata as pessoas. Mas a lição para seu comportamento vem logo no seu aniversário, quando ela é assassinada por um mascarado e sobrevive ao fatídico dia. A jovem fica presa numa maldição e passa a enfrentar uma espécie de looping macabro, que termina sempre com sua morte de diferentes maneiras. Além de passar por sensações inusitadas a cada vez que desperta, Tree tem a chance de descobrir a verdadeira identidade do assassino e mudar seu destino.

Crítica
A divulgação do filme foi feita toda em cima de seus produtores, que também trabalharam no mega sucesso Corra! E o que os dois filmes possuem em comum? Esse flerte entre o terror, a comédia e o humor mais ácido. Se Corra! era um projeto mais alternativo, e que tinha um caráter de discussão racial, A Morte te Dá Parabéns traz algo mais juvenil, mas que trabalha também com questões humanas. Sim, Tree vai, a medida que sua história se repete, revendo suas atitudes e ao final ela acaba passando por um processo de transformação de valores bem radical.

Ok, é somente isto que o filme oferece em termos de moral da história. Fora isso, o mais interessante é realmente a tensão criada em torno do assassino dela, e claro, que teríamos que ter uma reviravolta, nada muito criativa, mas ainda assim digna.

O principal elemento do filme é, sem dúvida alguma, a protagonista, Tree, Jessica Rothe. Linda, talentosa e esbanjando empatia com o espectador, é graças a ela que o filme constrói uma relação do público com a trama. Ela faz o espectador torcer por ela, mesmo ela sendo uma chata ( o termo em inglês seria algo como bitch).

A Morte te dá Parabéns  no fim das contas é uma boa proposta de terror, mais aliado com o humor e que dá certo, do início ao fim, por conta de uma trama enxuta, e uma protagonista talentosa.

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2018. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta