Editora Record: Iscas, de J Kent Messum, e O Homem que Virou Fumaça
Literatura Notícias

Editora Record: Iscas, de J Kent Messum, e O Homem que Virou Fumaça

  •  
  •  
  •  
  •  
Iscas

Iscas

 

Livros de suspense são marcas destes dois livros da Editora Record, que está nas livrarias e promete agradar em cheio os fãs de narrativas pop de suspense

Já há um bom tempo nas livrarias, dois livros da Editora Record prometem agradar em cheio os fãs de literatura contemporânea e de narrativas de suspense, dramáticas e mais pop.

O primeiro livro é Iscas, de J Kent Messum. Um livro que foi lançado se utilizando da série Lost, uma das mais marcantes da história da televisão, como referência. Também pudera, a narrativa é passada numa ilha.

Iscas, de J Kent Messum

Dependentes químicos num jogo mortal lutando pela sobrevivência Seis estranhos acordam em uma ilha deserta sem qualquer lembrança de como chegaram ali, mas logo se torna evidente o que todos têm em comum: são dependentes de heroína. Sequestrados e colocados à força em um jogo mortal. Em pouco minutos, começam a discutir, porém os ânimos se acalmam quando eles encontram um baú com água, comida e uma carta informando que ninguém irá socorrê-los e que, do outro lado do canal, há uma segunda ilha, onde eles encontrarão mais suprimentos e uma recompensa para quem completar a tarefa: uma dose da mais pura heroína. Quando os primeiros sintomas da abstinência aparecem, eles não veem alternativa a não ser se entregar à pressão psicológica imposta pelos misteriosos torturadores. Então se aventuram em um oceano de terror.

Seis estranhos acordam em uma ilha deserta sem qualquer lembrança de como chegaram ali, mas logo se torna evidente o que todos têm em comum: são dependentes de heroína. Sequestrados e colocados à força em um jogo mortal.

Em pouco minutos, começam a discutir, porém os ânimos se acalmam quando eles encontram um baú com água, comida e uma carta informando que ninguém irá socorrê-los e que, do outro lado do canal, há uma segunda ilha, onde eles encontrarão mais suprimentos e uma recompensa para quem completar a tarefa: uma dose da mais pura heroína.

Quando os primeiros sintomas da abstinência aparecem, eles não veem alternativa a não ser se entregar à pressão psicológica imposta pelos misteriosos torturadores. Então se aventuram em um oceano de terror.

O Homem que Virou Fumaça

O Homem que Virou Fumaça

O Homem que Virou Fumaça

Já o segundo é “O Homem que Virou Fumaça” de Sjowall,Maj / Wahlöö,Per.

O segundo volume da série iniciada por Roseanna É agosto, e uma ilhazinha ensolarada na costa da Suécia é o destino escolhido por Martin Beck para seu tão merecido descanso. Que dura apenas um dia. Ao receber uma convocação urgente vinda do alto escalão do Ministério do Exterior, o inspetor precisa voltar para investigar o sumiço do jornalista Alf Matsson, que desapareceu em Budapeste sem deixar vestígios. Por detrás da Cortina de Ferro, o caso assume outras proporções.

A tarefa, já complicada diante da discrição solicitada pelo governo no auge da Guerra Fria, torna-se ainda mais árdua quando o detetive se depara com o submundo da Europa Oriental em busca de um homem que ninguém parece conhecer. Mas Martin Beck conta com o reforço de Vilmos Szluka, um desconfiado policial húngaro que, aos poucos, passa a respeitar os métodos do colega sueco.

Quando ambos comparam as informações que obtiveram, veem-se diante de inúmeras lacunas, e as implicações internacionais do caso aumentam a cada pista. E nada parece estar relacionado ao sumiço de Alf Matsson.

Duas dicas maravilhosas de boa literatura pop.


O Candidato Honesto 2
A Freira

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2018. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta