Lista: livros escritos por mulheres que todos devem ler
Literatura Notícias

Lista: livros escritos por mulheres que todos devem ler

  •  
  •  
La Amiga Estupenda

La Amiga Estupenda

“Ao ler um livro não devemos olhar se seu autor é um Ele ou uma Ela para devorá-lo (se é chamado Virgínia, Charles, Simone, Herman ou Kenzaburo, se você gosta é o que conta)”

Embora historicamente relegadas, em tempos recentes as mulheres levantaram suas vozes para escrever algumas das melhores obras contemporâneas.

Embora Schopenhauer (misógino e orgulhoso) tenha dito que as mulheres não estavam destinadas a fazer um grande trabalho, o tempo não parece ter-lhe dado razão.

Embora, é claro, talvez a sua rejeição pelo outro sexo se deva, entre outras coisas, ao mau relacionamento que tinha com a mãe. Em todo caso, embora relegados por sua condição de “sexo fraco”, sempre houve excelentes escritoras que nos deram grandes obras.

Livros escritos por mulheres que tem mesmo de ler

Ao ler um livro não devemos olhar se seu autor é um Ele ou uma Ela para devorá-lo (se é chamado Virgínia, Charles, Simone, Herman ou Kenzaburo, se você gosta é o que conta).

Mas mesmo assim não podemos ignorar algumas obras essenciais e muito atuais, que tratam de questões de importância vital para o crescimento de um indivíduo e, além disso, foram escritas por mulheres.

A revista ‘Men’s Health’ (aqui é uma ironia) reuniu obras essenciais para melhorar a saúde de qualquer leitor, qualquer que seja o gênero.

1) A Amiga estupenda de Elena Ferrante

Parte do que será uma trilogia, este romance da escritora italiana Elena Ferrante, abre a saga. Conta a relação tempestuosa entre Lila e Nanú enquanto nos mostra a realidade de um bairro em Nápoles habitado por pessoas humildes que cumprem sem rejeitar a lei do mais forte.

Com uma série de HBOs em vista, a peça foi aclamada em todo o mundo, com as atrizes Elisa del Genio e Ludovica Nasti nos papéis principais, embora um total de 9.000 meninas tenham aparecido para o elenco.

Um livro com o qual qualquer um pode se identificar, mesmo que não seja mulher ou não tenha vivido em Nápoles.

2) “Americanah” de Chimamanda Ngozi Adichie

A escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie surgiu como uma das vozes mais poderosas da sua geração.

Os seus romances falam de colonialismo, perda de identidade ou feminismo, de uma forma muito pessoal.

"Americanah" de Chimamanda Ngozi Adichie

“Americanah” de Chimamanda Ngozi Adichie

No caso da ‘Americanah’, ela foi publicada em 2013 e conta a história de uma jovem nigeriana que deixa seu país natal para estudar na universidade e ter uma vida mais próspera nos Estados Unidos.

Como Amy Tan fez uma vez com ‘The Good Star Club’, este romance abre os olhos para uma realidade que muitos de nós não conhecemos, a de quem tem de deixar a terra onde nasceu e cresceu e ir para a terra prometida, onde por vezes se sente desconfortável e tem medo de perder as suas raízes.

3) Manhattan Beach de Jennifer Egan

Apesar de ainda não ter sido traduzida para português, a ‘Manhattan Beach’ de Jennifer Egan já foi um verdadeiro sucesso no seu país natal. Ela ganhou o prêmio New York City ‘One Book, One New York’, no qual os próprios cidadãos selecionam uma única obra que todos querem ler.

Manhattan Beach de Jennifer Egan

Manhattan Beach de Jennifer Egan

O livro conta a história de Anna Kerrigan, que se tornou a primeira mergulhadora do Estaleiro da Marinha de Brooklyn. De acordo com os críticos, “Há algo viciante e sensual, e aparentemente feito sem esforço, no estilo de escrita de Egan que faz Manhattan Beach uma leitura de praia recomendada e inteligente para quem não tem medo da barreira da língua.

Estes são apenas 3 dos muitos livros escritos por mulheres que temos a certeza que irá querer ler.

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2019. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta