Literatura Notícias

José de Alencar e sua representatividade para a literatura

José de Alencar
José de Alencar

Especial sobre um dos principais escritores da história da literatura brasileira

Na data 1º de maio é comemorado o Dia da Literatura Brasileira e são tantas obras importantes para o país que não podemos deixar de celebrar e indicar os autores que fizeram a diferença para o leitor.

A escolha foi por conta do aniversário do escritor José de Alencar, que nasceu neste dia e foi o primeiro a retratar o Brasil de forma realista, o sertão e a vida indígena eram seus temas favoritos.

O Grupo Editorial Edipro, (https://www.edipro.com.br/via-leitura/) não seria a editora dos clássicos se não tivesse em seu catálogo as obras mais lidas desse exímio escritor, que são um serviço à sociedade brasileira. São elas:

Senhora: um dos últimos romances escritos pelo autor, antecipa alguns aspectos do Realismo e do Naturalismo, que dominariam a literatura brasileira nas décadas seguintes. O casamento por interesse, a sociedade de aparências e a hipocrisia são importantes temáticas abordadas por Alencar. Um marco para a literatura e para o Brasil em relação às críticas sobre a sociedade.

Lucíola: nesta obra, são os homens que estão em ascensão social. É o universo das cortesãs e dos homens abastados em forma de carta. Lúcia, uma meretriz, é atraída por um novo rapaz, que consegue enxergá-la além das aparências e dos preconceitos da sociedade carioca. Mais uma vez, o autor afronta a sociedade em um romance repleto de tramas amorosas e com um desfecho surpreendente.

Iracema: este livro faz parte da trilogia indianista de José de Alencar – que inclui ainda O guarani e Ubirajara –, vertente da literatura romântica brasileira que buscou valorizar os temas e a língua nacionais. Amor proibido é a trama deste clássico, entre uma índia e um guerreiro português. Esta edição tem texto integral e traz notas explicativas para os termos não usuais, para facilitar a compreensão da obra.

Til: no Brasil os costumes e linguagem da vida rural são fatos que devem ser estudados, principalmente os antigos, pois geralmente são marcados por pela escravidão e pela disputa de poder. E é neste livro que Alencar expõe isso e presta uma das maiores contribuições ao Regionalismo brasileiro.

Alencar
José de Alencar nasceu em 1829 no Ceará. Quando tinha 11 anos, sua família mudou-se para a capital do Império do Brasil, Rio de Janeiro. Aos 17 anos, iniciou seus estudos no curso de Direito e fundou a revista Ensaios Literários. É autor de Cinco minutos, A viuvinha, Senhora, O gaúcho, O sertanejo, Guerra dos mascates e a trilogia O guarani, Iracema e Ubirajara, entre outros romances. Foi chefe e consultor da Secretaria do Ministério da Justiça. Em 1860, ingressou na política como deputado estadual no Ceará, e em 1868 tornou-se ministro da Justiça. No ano seguinte, candidatou-se ao Senado do Império, mas não foi escolhido por ser muito jovem. Faleceu no Rio de Janeiro em 1877, de tuberculose, após um tratamento médico fracassado na Europa.

Marcadores

Adicionar comentário

Clique aqui e comente

Deixe uma resposta

Assista ao trailer

A Grande Mentira (The Good Liar)

Assista ao trailer

Ford vs Ferrari

Assista ao trailer

Dora e a Cidade Perdida

Assista ao trailer

Estaremos Sempre Juntos

Assista ao trailer

Doutor Sono

Assista ao trailer

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio