Crítica TV Notícias Séries

Crítica Madiba: a história de um ícone do movimento negro (e humano)

Madiba Crítica
Madiba Crítica

Rede Globo exibe série que mostra vida e obra de Nelson Mandela, um dos maiores nomes da historia contemporânea

Nesta terça-feira passada, dia 7 de janeiro, a Rede Globo passou a exibir um importante registro televisivo que conta a história de vida de Nelson Mandela, um dos maiores nomes de nossa história, que lutou pelos direitos civis, humanos e negros.

E é incrível como estas três vertentes se unem na história de Nelson Mandela. Sua luta pelos direitos civis infelizmente foi uma luta contra o racismo sistemático existente na África do Sul. Um racismo muito mais dramático que o ocorrido em outras partes do mundo, já que lá o negro não era somente visto como um ser menor, mas era tratado, em todas as esferas, como tal.

Assistir à série, e não fazer uma reflexão sobre o momento atual de nossa sociedade, é algo improvável, e se torna necessário entender a nossa história sob a ótica da história de Nelson Mandela. Ainda temos sequelas da escravidão, e talvez a nossa sociedade precise, tal como a África de Nelson precisou, de um presidente negro.

Madiba não é um primor técnico, porém a sua relevância histórica vale mais que qualquer erro de interpretação ou falha no roteiro. Madiba nos ganha ao exibir uma parte da história que muitos ainda acreditam ser falsa, ou diminuída, menos dramática. Não podemos nos enganar, a vida de Nelson Mandela foi sofrida, e as suas lutas serviram para que o mundo possa evoluir ao menos no que tange ao racismo estrutural que existe no mundo, e ainda persiste no Brasil.

A série

Dos tempos sombrios de luta contra a segregação racial até a conquista da presidência da África do Sul, a emocionante trajetória de Nelson Mandela é mostrada nos seis capítulos da série ‘Madiba’. Inédita na TV brasileira, mas disponível no Globoplay, a produção canadense estreia na Globo no dia 7 de janeiro. O primeiro episódio mostra Mandela, interpretado por Laurence Fishburne, saindo de casa para estudar Direito. Sem conseguir ignorar a injustiça sofrida pelos negros, ele se junta ao partido político Congresso Nacional Africano (ANC).

Leia também

Sexo, moda, comportamento, no Feminino e Além
Guia de filmes para passar no ENEM e em vestibulares
Lista de filmes que falam sobre Ética e moral
Os 10 filmes românticos mais assistidos no Brasil
10 livros incríveis para o homem moderno
Programação de cinema da Rede UCI Orient

Filmada na África do Sul e dirigida por Kevin Hooks, a série é uma adaptação das autobiografias de Mandela, “Conversas que tive comigo” e “Nelson Mandela por ele mesmo”. Na obra, surgem outros personagens históricos como Oliver Tambo (Orlando Jones), presidente do partido ANC entre 1967 e 1991 e amigo de Mandela; Winnie Madikizela-Mandela (Terry Pheto), esposa de Mandela; Govan Mbekil (Hlomla Dandala), ativista político e líder do ANC; Abram Fischer (Grant Swanby), advogado que defendeu Mandela; e Hendrik Frensch Verwoerd (Michael Nyqvist), primeiro-ministro da África do Sul entre 1958 e 1966.

‘Madiba’ estreou ontem, 7 de janeiro e será exibida na Globo de terça-feira a quinta-feira. Na primeira semana, vai ao ar após ‘O Auto da Compadecida’ e na segunda, após ‘Chacrinha’.