Notícias Televisão

Caldeirão do Huck (25/1) conta bela história de Paulo Valesk

Caldeirão do Huck
Caldeirão do Huck

No Caldeirão do Huck Léo Santana ajuda compositor de primeira viagem no ‘O Caldeirão de hoje é com você’

O programa ‘Caldeirão do Huck’ deste sábado, dia 25 de janeiro, tem uma missão especial para o cantor baiano Léo Santana: dar o pontapé na carreira de um compositor de primeira viagem.

Convidado do quadro ‘O Caldeirão de hoje é com você’, o cantor se apresenta no palco da atração com a música “A gata e o xereré”, feita pelo motorista de caminhão pipa Paulo Valesk, de 44 anos. A esposa de Paulo é a responsável por ajudar a preparar a surpresa para o marido, que assiste a tudo – emocionado – da plateia. Leo Santana também canta sucessos de sua carreira, como “Contatinho” e “Invocada”.

Paulo Valesk contará um pouco de sua história e promete emocionar bastante aos fãs do programa da Rede Globo.

Também no Caldeirão do Huck

Também neste sábado, os atores João Vicente de Castro e Marisa Orth se unem à cantora Preta Gil e estreiam no júri do ‘Gonga la gonga’. O trio é responsável por avaliar as mais diferentes performances apresentadas pelos concorrentes ao primeiro lugar do quadro. Se gostarem do número, atribuem nota. Caso contrário, eliminam o concorrente com uma sonora gongada.

Leia também

Sexo, moda, comportamento, no Feminino e Além
Guia de filmes para passar no ENEM e em vestibulares
Lista de filmes que falam sobre Ética e moral
Os 10 filmes românticos mais assistidos no Brasil
10 livros incríveis para o homem moderno
Programação de cinema da Rede UCI Orient

O Caldeirão do Huck terá um ano bem importante, pois em 2020 Luciano Huck deverá indicar se pretende ou não ser um dos candidatos à presidência do país. Caso saia candidato, o apresentador deve se afastar da Rede Globo e deverá decretar o fim, ao menos provisório, de um dos programas mais bem sucedidos da emissora carioca.

O ‘Caldeirão do Huck’ vai ao ar aos sábados, após o ‘SóTocaTop Verão’. O programa tem direção geral de Clarissa Lopes e direção artística de Hélio Vargas.