Cinema Lista de filmes Notícias

Lista de Filmes: protagonistas mulheres no cinema em 2020

Scarlett Johansson como Viúva Negra
Scarlett Johansson como Viúva Negra

No Dia das Mulheres, viaje por uma lista com oito longas que representam diferentes papéis sociais

A temporada 2020 de cinema mal começou e já reúne uma série de filmes com protagonismo feminino. Os gêneros são os mais variados e trazem as mulheres representadas em diferentes universos e papéis sociais. A especialista em cinema Cris Siqueira, embaixadora da Ingresso.com, preparou uma lista com oito filmes que são um convite para se divertir e refletir no Dia das Mulheres. Um mix de tramas em cartaz nos cinemas de todo o Brasil e outras que serão lançadas em breve e já geram grande expectativa.

Leia também

Sexo, moda, comportamento, no Feminino e Além
Guia de filmes para passar no ENEM e em vestibulares
Lista de filmes que falam sobre Ética e moral
Os 10 filmes românticos mais assistidos no Brasil
10 livros incríveis para o homem moderno
Programação de cinema da Rede UCI Orient

“Os homens sempre contaram as histórias de mulheres no cinema através dos seus próprios pontos de vista. Fazer parte do movimento de criação de conteúdo como uma das representantes femininas da cultura POP no Brasil é um grande privilégio. Sempre digo que um filme nunca é apenas um filme. Aprendemos, criamos referência, crescemos e expandimos nossa mente. Me sinto honrada em viver nesse período de mudança e mais honrada e feliz ainda em poder contribuir com essa história. Que tenhamos nossos pontos de vista muito bem representados nas telonas, para as futuras gerações de mulheres crescerem já entendendo os conceitos básicos de cuidarmos umas das outras, sempre!”, comemora Cris, fundadora do Coxinha Nerd.

A lista tem opções para todos os gostos. De animação, a drama e ficção científica. É só escolher sua trama favorita e programar a próxima sessão.

O Homem Invisível (em cartaz)

O filme é uma nova adaptação do livo de H.G. Wells de 1897 e já chegou aos cinemas com diversas abordagens diferentes. A versão atual, protagonizada por Elisabeth Moss, discute as camadas de um relacionamento abusivo e o quanto a sociedade prefere acreditar que a mulher está louca quando pede ajuda. A narrativa conversa muito com as discussões atuais sobre a saúde mental da mulher em sociedade e tem um valor enorme para as futuras gerações!

Arlequina em Aves de Rapina (em cartaz)

A Arlequina sempre esteve em um relacionamento abusivo nos quadrinhos da DC, ao lado do Coringa. Pela primeira vez, a personagem protagoniza sua própria história, clama por sua emancipação e recebe ajuda de uma super rede de apoio: as aves de rapina! Uma aula de sororidade, empatia e amor próprio! Toda mulher deveria assistir! (e homens também)!

As Invisíveis (em cartaz)

Apresenta a convivência de um grupo de mulheres em situação de rua e um grupo de assistentes sociais, às vésperas da desativação de um abrigo da cidade. As protagonistas são mulheres que realmente já viveram nas ruas e a lição de vida é emocionante, impactante e verdadeira demais (infelizmente).

Little Women / Adoráveis Mulheres (em cartaz)

Adaptação do livro da autora Louisa May Alcott de 1868. Louisa contou a história de sua própria família, recheada de mulheres fortes e intensas, que sobreviveram sozinhas à guerra civil americana. A história mostra que amar, ser romântica, trabalhar, criar família, é uma escolha e não uma obrigação social. Greta Gerwig, a diretora dessa nova versão, trouxe um novo olhar para a história e acrescentou muito à uma narrativa que já era, por si só, extremamente atual.

Frozen II (em cartaz)

Duas irmãs, descobrindo seus lugares no mundo e seus objetivos de vida. A trajetória de Ana e Elsa é inspiradora para mulheres de todas as idades. No filme, entendemos que nem sempre precisamos entregar o que a sociedade nos demanda, que podemos ser livres para escolher e mergulhar em nossos próprios destinos! O desconhecido existe para todos e estamos livres para vivê-lo!

Mulan (em breve)

Mulan é uma menina que decide abrir mão do destino que seus pais (e toda sociedade) idealizaram, para defender sua família e seu país. Ela corta o cabelo, vai disfarçada para a guerra, no lugar de seu pai, e conquista muito mais do que independência e liberdade. Mulan é (e sempre foi) uma inspiração para as fãs apaixonadas da Disney, uma mulher forte que, agora, contará sua história de uma forma muito mais dura e atual, utilizando o movimento ME TOO como referência narrativa!

Viúva Negra (em breve)

Finalmente, depois de dez anos de MCU, veremos a história de origem da nossa Viúva Negra. Mesmo já tendo deixado o universo da Marvel dos cinemas no fim da saga Ultimato, Scarlett Johansson volta para contar a trajetória de superação e sobrevivência de Natasha! Também estou ansiosa para conferir, finalmente, essa história e saber tudo o que aconteceu em Budapeste!

Mulher Maravilha 1984 (em breve)

Chega aos cinemas em junho mas já precisamos enaltecer a sequência de um dos filmes de maior sucesso da DC, protagonizado e dirigido por uma mulher. Diana é muito mais do que uma semideusa dos quadrinhos. Nesse novo filme, ela vive o ano de 1984, palco de um dos livros distópicos mais impactantes da nossa literatura, de George Orwell! Patty Jenkins, a diretora do filme, promete levar reflexões verdadeiras e impactantes sobre a trajetória das mulheres e as mudanças sociais, para as telonas.

*Curadoria de Filmes: Cris Siqueira, Embaixadora Ingresso.com